A notícia de que o governo norte-americano decidiu salvar a seguradora AIG não serviu para acalmar os investidores de Hong Kong, China e Austrália, cujas Bolsas fecharam em forte baixa. Na Inglaterra, a Bolsa também operava em baixa. Na Rússia, as perdas foram tamanhas que o pregão foi suspendido temporariamente. No Brasil, o dólar começou o dia negociado em leve alta de 0,44%, a R$ 1,828. A expectativa é por novas más notícias referentes às principais instituições financeiras dos EUA.

Acordo Ortográfico Londres

A Bolsa de Londres perdia, nesta quarta-feira, 0,69%, afetada pela desvalorização de 35,16% do banco britânico HBOS, depois do início em alta da sessão pelo anúncio do resgate da seguradora AIG pelo Federal Reserve (Fed) dos EUA. O índice FTSE-100 perdia 34,90 pontos, a 4.990,70 unidades, depois de ter registrado alta de 2% nas primeiras transações. De acordo com a BBC, o HBOS está em negociações com o rival Lloyds TSB para uma possível fusão.

Moscou

Já na Rússia, a forte queda das ações obrigou hoje o Serviço Federal para Mercados Financeiros (SFMF) a suspender as operações nas principais bolsas do país. A medida entrou vigor pouco depois que os títulos de dois dos mais importantes bancos da Rússia, o Sberbank e o VTB, caíram cerca de 20% a respeito da abertura.

Demais mercados asiáticos

Já os demais mercados asiáticos se recuperaram do desastre da véspera e apresentaram alta, a maioria no encalço dos ganhos em Wall Street. A Bolsa de Hong Kong , que nos primeiros minutos do pregão chegou a subir 2%, fechou abaixo do nível psicológico dos 18 mil pontos. O índice Hang Seng perdeu 663,42 pontos, ou 3,6%, e terminou aos 17.637,19 pontos, o pior fechamento desde 4 de outubro de 2006.

Os papéis de bancos e seguradoras chinesas estenderam as perdas, com preocupações de que a crise norte-americana possa contaminar o setor financeiro local. Com isso, as Bolsas da China tiveram novo declínio. O índice Xangai Composto caiu 2,9% e encerrou aos 1.929,05 pontos, no pior fechamento desde 15 de novembro de 2006.

A Bolsa de Taipé , em Taiwan, fechou em alta, após atingir, na véspera, a pior pontuação em quase três anos. Com pesado volume de negociações, o índice Taiwan Weighted ganhou 0,8%. Na Coréia do Sul, após a forte queda de ontem, o índice Kospi da Bolsa de Seul fechou com alta de 2,7%. Ajudada pela procura por ações baratas, a Bolsa de Manila , nas Filipinas, fechou em alta. O índice PSE Composto subiu 1,5%, depois de ter perdido 11% em seis dias, e fechou aos 2.457 pontos. A Bolsa de Sydney , na Austrália, ficou com as atenções voltadas para o Morgan Stanley e outras possíveis vítimas da crise de crédito. O índice S&P/ASX 200 fechou em queda de 28,6 pontos, ou 0,6%, aos 4.722,2 pontos, o menor nível de fechamento desde dezembro de 2005.

A Bolsa de Cingapura reverteu os ganhos iniciais e fechou em baixa. O índice Strait Times cedeu 1,7% e fechou aos 2.419,29 pontos. Na Indonésia, o mercado fechou em alta devido à estabilidade da moeda (rupia) e aos ganhos em Wall Street. O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 2% e fechou aos 1.769,89 pontos.

Leia mais sobre a crise que atingiu o mercado financeiro

E você, tem ações na bolsa? Conte sua história

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.