Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa invertem tendência e fecham sexta-feira em alta

SÃO PAULO - Depois de uma manhã de perdas, as principais bolsas da Europa inverteram sua tendência e fecharam o último dia de negócios da semana e do mês em alta de mais de 2%. A valorização das ações de petroleiras, mineradoras e alguns bancos garantiu o resultado positivo.

Valor Online |

Em Londres, o FTSE-100 subiu 2%, aos 4.377,34 pontos. O CAC-40, de Paris, elevou-se em 2,33%%, ficando em 3487,07 pontos. Em Frankfurt, o melhor resultado, com alta de 2,44% no DAX, aos 4987,97 pontos.

Depois de dois dias positivos seguidos, a sexta-feira na Europa começou mal-humorada com a notícia da queda nas vendas da L´Óreal, previsão de ganho menor da BT e a forte baixa de 5% no índice Nikkei, de Tóquio.

Mais tarde, o mercado recebeu dados mostrando queda da inflação na zona do euro, de 3,6% em setembro para 3,2% em outubro. Além disso, o desemprego na região manteve a estabilidade, com 7,5% em setembro, repetindo o registrado no mês anterior.

Dos EUA, veio a notícia de que, em setembro, a renda pessoal local subiu 0,2%, o gasto pessoal caiu 0,3%, e o custo da mão de obra se elevou em 0,7% no terceiro trimestre. Adicionalmente, um estudo apontou uma forte queda na confiança do consumidor americano, que passou de 70,3 pontos em setembro para 57,6 pontos em outubro.

Outra notícia importante veio da Alemanha. A Deutsche Boerse anunciou hoje que criou um mecanismo para impedir que variação anormal de uma única ação provoque um efeito distorcido sobre todo o índice DAX. A medida veio depois que o preço das ações da Volks quase quadruplicou em poucos dias depois que a Porsche anunciou operações de compra de suas ações.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG