Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa fecham em baixa pela 5ª vez seguida

As principais bolsas europeias fecharam em baixa pela quinta sessão consecutiva, em um movimento liderado pelos bancos, conforme os investidores lamentam o deprimente cenário econômico, segundo operadores e analistas. Os preços estão cada vez mais embutindo uma significativa desaceleração, observou William Davies, chefe de ações europeias no Reino Unido e gerente do fundo Threadneedle.

Agência Estado |

"Se tivermos uma recuperação nos EUA este ano, então as ações estão baratas no momento, mas eu não acho que existe muita confiança de que veremos uma recuperação este ano. Consequentemente, será difícil para os mercados subirem muito mais de onde estão no momento sem aquele aumento na confiança", acrescentou.

Em Londres, o índice FT-100 caiu 27,04 pontos, ou 0,61%, e fechou com 4.399,15 pontos; em Paris, o índice CAC-40 recuou 48,23 pontos, ou 1,49%, e fechou com 3.197,89 pontos; em Frankfurt, o índice DAX-30 caiu 82,68 pontos, ou 1,75%, e fechou com 4.636,94 pontos.

No setor bancário, as ações do britânico Barclays despencaram 10,13%, enquanto as do sueco SEB fecharam em baixa de 5,83% depois de ter sido rebaixado pelo Morgan Stanley. "Penso que ainda não vimos a próxima onda de problemas com débitos ruins surgindo dos empréstimos para pessoas que estão perdendo seus empregos e encontrando dificuldades em fazer os pagamentos hipotecários e de cartão de crédito", disse Andrew Lynch, gerente de carteira da Schroder Investment Management.

Também no setor financeiro, as ações do Santander caíram 3,36% em Madri. O Wall Street Journal informou que os promotores da Espanha estão investigando como os clientes do segundo maior banco europeu perderam mais de 2,3 bilhões de euros (US$ 3,04 bilhões) ao investirem no esquema de Bernard Madoff.

Em Frankfurt, as ações do Deutsche Postbank registraram um ganho de 11,67%, impulsionados pelas esperança de que será finalizado um acordo para o Deutsche Bank assumir uma participação minoritária. As ações do Deutsche Bank caíram 0,92%, enquanto as do Deutsche Post recuaram 6,03% depois que a versão em alemão do Financial Times informou que o Post pode comprar uma participação de 10% no Deutsche Bank em um acordo revisado.

No setor de defesa e aeroespacial, as ações do consórcio europeu EADS subiram 1,82% depois que a companhia informou que desistiu de uma aquisição nos EUA no último minuto no final de 2008, com a diretoria escolhendo preservar caixa, revelou o executivo-chefe Louis Gallois em um evento nesta terça-feira. Ele aproveitou para enfatizar que a companhia está em uma boa saúde financeira, com mais de 9 bilhões de euros (US$ 12 bilhões) em dinheiro no final do ano. Gallois disse que a EADS está preparada para enfrentar a desaceleração econômica global.

Em Madri, o índice Ibex-35 caiu 142,60 pontos, ou 1,55%, e fechou com 9.057,30 pontos; em Milão, o índice S&P/MIB recuou 456 pontos, ou 2,29%, e fechou com 19.455 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 34,44 pontos, ou 0,53%, e fechou com 6.495,24 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG