Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa fecham em baixa com setor financeiro

As principais bolsas européias fecharam em baixa hoje, em meio as continuadas preocupações sobre a saúde dos mercados financeiros globais. Em Londres, o índice FT-100 teve leve baixa de 0,03% e fechou a 5.

Agência Estado |

370,2 pontos; em Paris, o índice CAC-40 recuou 1,4%, a 4.304,61 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra-Dax caiu 1,28% e fechou a 6.236,96 pontos. Em Milão, o índice S&P/MIB cedeu 1,39% e fechou a 27.758 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 recuou 1,43% e fechou a 11.217,40 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 0,31% e fechou com 8.360,44 pontos.

Os investidores permanecem cautelosos com relação ao resultado de um possível socorro do governo dos Estados Unidos às agências hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac. Enquanto isso, surgiram novos temores com relação ao banco de investimentos Lehman Brothers, com o jornal americano Wall Street Journal informando que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) investigou um rumor de que o banco suíço Credit Suisse havia cortado uma linha de crédito para o banco. De acordo com o jornal, o Credit Suisse disse ao Fed que os rumores eram falsos.

Entre os bancos europeus, destaque para as seguintes perdas: Fortis (-3,4%), BNP Paribas (-2,72%), Credit Agricole (-2,62%), HBOS (-2,94%), HSBC (-2,66%) e Barclays Bank (-1,27%). As ações do setor de seguros também registrou perdas, com a queda de 2,78% das ações do ING Groep na Bolsa de Amsterdã.

A nova alta dos preços do petróleo, que subiam mais de 4% durante os negócios na Europa, também pesou sobre o mercado, mas ajudou a dar suporte as ações de empresas ligadas às matérias-primas (commodities).

As ações da ArcelorMittal subiram 1,33% em Paris, enquanto as da Repsol avançaram apenas 0,20% em Madri. Em Londres, as ações da Tullow Oil dispararam 7,82%, enquanto as da BP Amoco subiram 1,22%. O setor de mineração também recebeu impulso de alguns balanços positivos: as ações da Eurasian Natural Resources subiram 3,41%, em Londres, depois que a mineradora informou que seu lucro líquido no primeiro semestre mais do que triplicou e que espera um segundo semestre "muito forte", com preços firmes para as principais commodities usadas na fabricação de aço.

As ações da Hochschild subiram 2,6% depois de ter informado uma leve queda no lucro líquido no primeiro semestre, após a contabilização de perdas excepcionais de investimentos. Os analistas disseram que continuam otimistas em relação ao desempenho operacional e a estratégia de crescimento da mineradora de prata.

Embora os preços mais altos das commodities tenham ajudado algumas ações, outras sofreram perdas, com a renovação das preocupações relacionadas à inflação e tendências de gastos de consumo. Setores como o automotivo ficaram sob pressão, com os investidores nervosos com relação a demanda por veículos. Na Alemanha, as ações da fabricante de carros de luxo BMW fecharam em baixa de 3,38%; em Paris, as ações da fabricante de pneus Michelin caíram 3,39%.

No setor aéreo, as ações da escandinava SAS ampliaram as perdas e caíram mais 3,9%, depois que um avião de sua subsidiária espanhola Spanair se acidentou ontem em Madri, matando 153 pessoas no pior acidente aéreo ocorrido na Espanha em mais de duas décadas. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG