Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa fecham em alta com setor bancário

As principais bolsas europeias fecharam em alta modesta ao final de uma sessão volátil, em meio ao alívio no setor bancário depois que o britânico Barclays anunciou uma queda de apenas 1% no lucro líquido em 2008. Além disso, os investidores continuam à espera dos detalhes de um pacote de medidas para reforçar a economia e o setor bancário dos EUA, segundo operadores e analistas.

Agência Estado |

Em Londres, o índice FT-100 subiu 15,74 pontos, ou 0,37%, e fechou com 4.307,61 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 12,08 pontos, ou 0,39%, e fechou com 3.134,87 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra DAX subiu 22,19 pontos, ou 0,48%, e fechou com 4.666,82 pontos.

Entre as ações que mais subiram, as do Barclays fecharam em alta de 10,88% em Londres, depois de o banco anunciar uma queda de 1% no lucro líquido para 4,38 bilhões de libras esterlinas, uma vez que vários ganhos de impacto único ajudaram a compensar a baixa contábil de mais de 8 bilhões de libras.

As ações do Unicredito subiram 5,12% em Milão, depois de investidores institucionais agirem no final de semana para prover os fundos necessários para o banco completar seu aumento de capital de 3 bilhões de euros. Em Frankfurt, as ações do Deutsche Bank subiram 6,18%, enquanto em Paris as ações da seguradora Axa fecharam em alta de 4,07%.

Mas nem todas as ações financeiras tiveram um bom desempenho: as ações da cedente de crédito suíça Credit Suisse fecharam em baixa de 5,10%. No final de semana, o jornal de língua alemã NZZ am Sonntag informou que o banco vai anunciar um prejuízo de 8 bilhões de francos suíços nesta semana.

As ações da NYSE Euronext - operadora da Bolsa de Valores de Nova York, bolsas Euronext e da bolsa de futuros Liffe - caíram 9,7% em Paris, depois que a companhia anunciou que saiu de lucro para um prejuízo de US$ 1,34 bilhão no quarto trimestre.

Também em Paris, as ações das montadoras Peugeot e Renault subiram 3,90% e 7,16%, respectivamente, em reação às notícias de que o governo francês está preparando um empréstimo de 3 bilhões de euros para cada uma, como parte de um pacote de ajuda para o setor, segundo a mídia local. A ajuda pode ser maior se o governo decidir ajudar a Renault Trucks, que é de propriedade da Volvo. Em Estocolmo, as ações da Volvo fecharam em alta de 11,33%.

Em Milão, o índice S&P/MIB subiu 229 pontos, ou 1,24%, e fechou com 18.663 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 avançou 40,10 pontos, ou 0,47%, e fechou com 8.584,80 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 16,33 pontos, ou 0,25%, e fechou com 6.475,07 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG