Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa fecham em alta com alta do dólar

As principais bolsas européias fecharam em alta nesta segunda-feira, com o recuo no euro estimulando as ações de montadoras e empresas do setor de construção, segundo traders e analistas. Em Londres, o índice FT-100 subiu 52,6 pontos (0,96%) e encerrando o dia com 5.

Agência Estado |

541,8 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 46,64 pontos (1,04%) e fechou com 4.538,49 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra-Dax subiu 47,98 pontos (0,73%) e fechou com 6.609,63 pontos.

As ações das montadoras européias voltaram a receber impulso com a alta do dólar, apesar da leve recuperação do euro de sua mínima em cinco meses contra a moeda norte-americana. As ações da Daimler subiram 2,42% em reação aos informes de que a Autoridade de Investimento Abu Dhabi, o maior fundo de riqueza soberana do mundo, está interessado em uma participação na montadora alemã. As ações da rival BMW - montadora européia com maior exposição ao dólar como porcentual de seu lucro - avançaram 4,50%. Também fecharam em alta: Renault +3,58%, Fiat +3,16%, Peugeot-Citröen +2,91% e Volkswagen +2,92%.

O setor de construção também registrou um forte desempenho. Em Londres, as ações da Barratt Developments subiram 24%, a maior alta entre as ações de média capitalização da bolsa local, depois que o administrador de fundos Polaris Capital Management elevou sua participação na companhia britânica.

As tensões política na região do mar Cáspio deram impulso de alta aos preços do petróleo, que na semana passada atingiram as mínimas em vários meses. As ações do Royal Dutch Shell fecharam em alta de 2,11% e as da BP Amoco avançaram 1,06% em Londres. Na Bolsa de Paris, as ações da Total tiveram alta de 1,29%.

Em Milão, o índice S&P/MIB subiu 468 pontos (1,61%) e fechou com 29.557 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 avançou 247,80 pontos (2,10%) e fechou com 12.047,70 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 208,24 pontos (2,49%) e fechou com 8.573,07 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG