Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Europa caem depois de seis sessões seguidas de alta

SÃO PAULO - Depois de seis pregões seguidos de alta, as principais bolsas européias encerraram a terça-feira com quedas em torno de 2%. Analistas acreditam que parte desse recuo pode ser atribuído aos investidores que resolveram realizar seus lucros.

Valor Online |

Outra explicação é que o efeito positivo pela vitória de Barack Obama na disputa pela presidência dos EUA já teria sido precificado pelas altas nos dias anteriores.

Em Londres, o FTSE-100 fechou aos 4.530,73 pontos, com queda de 2,34%. O CAC-40, de Paris, encerrou a terça-feira com baixa de 1,98%, para 3.618,11 pontos. Em Frankfurt, o DAX recuou 2,11%, aos 5.166,87 pontos.

Ações de empresas como ArcelorMittal, BNP Paribas e Carlsberg foram o destaque negativo do dia. A perspectiva de desaceleração da economia mundial tem levado a maioria das empresas a promover cortes e reajustar para baixo as previsões de ganho. Agora que as eleições na maior economia do mundo se passaram, as atenções se voltam para quais serão as medidas que Obama vai adotar para combater a crise.

Aparentemente, os investidores europeus não embarcaram na onda de otimismo que levou o mercado asiático a registrar significativas altas nesta manhã. Tóquio se valorizou 4,46%, Hong Kong subiu 3,17%, Seul se elevou em 2,44% e Xangai teve alta de 3,16%. As principais bolsas da Europa, por sua vez, abriram seus pregões com quedas desde os primeiros minutos de operação.

Entre as notícias negativas, a agência de estatísticas Eurostat, revelou hoje que as vendas no varejo da zona do euro cederam 0,2% em setembro após elevação de 0,3% um mês antes. Na União Européia, houve queda de 0,1%, seguindo alta de 0,4% em setembro. Dos EUA veio a informação de que o setor privado não-agrícola dos Estados Unidos eliminou 157 mil vagas entre setembro e outubro, considerando o ajuste sazonal.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG