As principais bolsas europeias terminaram o dia em alta, impulsionadas por ações de empresas cuja série de distribuição de dividendos nos últimos anos mostrou estabilidade, de acordo com operadores. Em Londres, o índice FT-100 subiu 17,85 pontos, ou 0,39%, e fechou com 4.

579,64 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 10,23 pontos, ou 0,31%, e fechou com 3.359,92 pontos; em Frankfurt, o índice Dax-30 ganhou 10,92 pontos, ou 0,22%, e fechou com 4.983,99 pontos.

Estrategistas do J.P. Morgan aconselharam os investidores a se concentrarem em companhias capazes de manter ou de elevar os dividendos, como a Vodafone - que subiu 4,35% em Londres - e a E.On - que avançou 2,49% em Frankfurt.

Entre as empresas do setor de automóveis, as ações da Daimler caíram 3,96%. A empresa decidiu que não comprará a Volvo Cars, atualmente nas mãos da Ford, segundo o jornal Der Spiegel. A Porsche, que foi rebaixada pelo Société Générale de "comprar" para "manter", recuou 6,56%. A Volkswagen caiu 1,68% e a BMW, 2,17%.

A Infineon Technologies subiu 13,43% em Frankfurt apesar de divulgar que pretende levantar até 450 milhões de euros em capital por meio de uma oferta de ações.

O Carrefour, que foi rebaixado de "comprar" para "neutro" pelo Goldman Sachs, terminou em queda de 1,98% em Paris. De acordo com o analista Nick Bubb, da Pali International, "a perspectiva para os lucros do setor (de varejo) ainda é ruim, devido às pressões sobre as margens brutas, e isso ainda não foi absorvido pelo mercado de ações". As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.