As principais bolsas européias fecharam em alta, com ajuda dos ganhos das ações do setor bancário, que reagiram positivamente às indicações do presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, de que o aumento no juro anunciado esta manhã não é o início de uma série de aperto monetário. Em Londres, o índice FT-100 subiu 0,93% e fechou com 5.

476,6 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 1,11% e fechou com 4.343,99 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra-Dax subiu 0,77% e fechou com 6.353,74 pontos.

No final, as ações dos bancos - que em média acumularam uma queda de quase 33% este ano - deram impulso às bolsas. Em Paris, as ações do Société Générale subiram 4,89%, enquanto as do BNP Paribas avançaram 4,49%. Em Londres, as ações do Royal Bank of Scotland avançaram 5,27%, as do Lloyds TSB subiram 3,81% e as do Barclays fecharam em alta de 2,45%. Entre as financeiras, as ações do HBOS dispararam 7,57%.

Esses ganhos ocorreram depois que Trichet afirmou que "não tinha um viés" futuro para o juro após a decisão de elevar sua principal taxa em 0,25 ponto porcentual, para 4,25% ao ano. O BCE não tem um "pré-compromisso" para mover as taxas de juro, disse Trichet, durante a entrevista coletiva à imprensa. O presidente do BCE disse que a decisão para elevação do juro foi unânime.

Os mercados europeus também receberam suporte do alívio em Wall Street depois que o relatório do Departamento do Trabalho apontou o fechamento de 62 mil vagas em junho; embora o número tenha sido pior que as expectativas de consenso dos analistas, não foi tão ruim quanto alguns temiam.

Destaque ainda para as ações do setor farmacêutico - consideradas defensivas - em reação a algumas boas notícias. As ações da Skyepharma subiram 7,8% depois de a companhia ter informado os resultados positivos do terceiro estudo de eficácia do Flutiform, medicamento para tratamento de asma.

Por outro lado, o setor de siderurgia teve um dia difícil, com os investidores reagindo ao grande recuo nos preços do carvão. As ações da fabricante de tubos Vallourec caíram 6%, enquanto as da ArcelorMittal - maior fabricante de aço do mundo - fecharam em baixa de 3,5%.

Em Milão, o índice S&P/MIB subiu 0,41% e fechou com 29.094 pontos; em Madri, o índice Ibex-35 avançou 1,04% e encerrou o dia com 11.980,10 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 0,31%, para 8.694,85 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.