Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia sobem após ajuda dos EUA ao Bank of America

Por Kevin Plumberg HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam em alta e títulos de governo recuaram nesta sexta-feira, após Washington ter informado que vai apoiar com dinheiro a compra do Merrill Lynch pelo Bank of America e ter feito promessas de compartilhar prejuízos, removendo riscos para investidores.

Reuters |

A Câmara dos Deputados dos Estados Unidos também revelou um plano no valor de 825 bilhões de dólares para dar apoio à economia e o Senado votou pela liberação dos restantes 350 bilhões de dólares do plano de resgate do setor financeiro, confortando investidores com a noção de que Washington vai gastar o que for necessário para reduzir o impacto da crise.

O índice MSCI que reúne as principais ações da Ásia-Pacífico com exceção do Japão tinha alta de 2,4 por cento às 7h44 (horário de Brasília), mas a valorização não evitou que o indicador tivesse o pior declínio semanal em dois meses. A queda ocorreu devido a alertas de governos sobre mais dificuldades econômicas adiante, cortes drásticos de custos por parte de companhias e dados que refletem uma recessão global.

"Nós continuamos a ver o nível atual de ações como uma boa oportunidade para compra, em particular no mercado norte-americano, onde a recuperação econômica acontecerá primeiro", disse Dariusz Kowalczyk, estrategista chefe de investimento do SJS Markets em Hong Kong.

"Mais além, ações decisivas tomadas pelo governo para estabilizar ainda mais o sistema bancário por meio de fundos do Tarp (plano de resgate econômico do setor financeiro), tais como a que beneficiou o Bank of America, devem reestabelecer a confiança", disse ele em nota.

O índice Nikkei da bolsa de TÓQUIO fechou o dia em alta de 2,6 por cento, com ações de grandes exportadores impulsionando o indicador graças a um iene mais desvalorizado.

Em HONG KONG, o indicador Hang Seng teve desempenho pior que o da região, registrando alta de somente 0,1 por cento. Ações do HSBC foram as que mais puxaram o índice para baixo, após o Goldman Sachs ter cortado classificação da ação de "neutro" para "venda", citando expectativa de prejuízos em 2009.

Na Coréia do Sul, o índice Kospi de SEUL teve alta de 2,15 por cento, enquanto em CINGAPURA a bolsa subiu 1,55 por cento. Em XANGAI, a valorização foi de 1,8 por cento, enquanto a bolsa de SYDNEY terminou em alta de 0,6 por cento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG