HONG KONG - Os mercados asiáticos subiram cerca de 4% nesta segunda-feira depois de Washington ter assumido o controle das agências hipotecárias Fannie Mae e da Freddie Mac para salvar o setor imobiliário dos Estados Unidos, levando investidores a comprar ativos de risco e vender ações mais seguras, como papéis do governo.

<a href=" src=" http://images.ig.com.br/educacao/reforma_140x75.gif " border="0" alt="Acordo Ortográfico" /></a>

Gerentes de fundos compraram ações de bancos e investiram em moedas da Ásia-Pacífico (com exceção do iene) depois de o que pode ser o maior resgate para amenizar temores no mercado de crédito.

'Você precisa aceitar o risco inicial do mercado, então neste sentido isso é bom para outros ativos financeiros. É preciso reduzir o risco inicial sistemático', disse Paul Schulte, estrategista regional do Lehman Brothers em Hong Kong.

O índice Nikkei de Tóquio fechou com alta de 3,4%, a 12.624 pontos, saindo do nível mais baixo em cinco meses e meio na sexta-feira. Ações de grandes bancos como o Mitsubishi UFJ Financial Group e o Mizuho Financial Group subiram 13,3% e 12,1%, respectivamente.

O índice das principais ações asiáticas, com exceção do Japão, subia 5,06%, recuperando-se da maior baixa desde outubro de 2006. Foi a maior alta em um mesmo dia desde janeiro de 2008.

O índice Hang Seng de Hong Kong subiu 4,32%, impulsionado por ações do maior credor europeu, o HSBC.

Leia mais sobre as Bolsas asiáticas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.