Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia recuam pela 3a sessão consecutiva

Por Rafael Nam HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam em terreno negativo pela terceira sessão consecutiva nesta terça-feira. A queda nos preços do petróleo para abaixo dos 40 dólares o barril afetou ações de petrolíferas enquanto papéis de montadoras de veículos derreteram com a divulgação das previsões de curto prazo da Toyota.

Reuters |

O cenário de incerteza econômica continua motivando títulos de baixo rendimento mas que são considerados seguros, como bônus de governo. A evidência disso foi a venda recorde de 38 bilhões de dólares em notas de dois anos por parte do governo norte-americano na segunda-feira a uma taxa historicamente baixa de menos de 1 por cento.

Os investidores ficaram sob expectativa ante a divulgação do Produto Interno Bruto dos Estados Unidos no terceiro trimestre e com isso o dólar foi pressionado no mercado asiático.

A bolsa de XANGAI despencou 4,55 por cento após o banco central chinês ter cortado a taxa de juros em 27 pontos básicos, uma medida que desapontou os investidores por ter ficado abaixo das medidas mais agressivas adotadas por outros bancos centrais.

"Creio que o otimismo que tivemos no mês passado foi rapidamente consumido", disse Tim Rocks, estrategista de ações do Macquarie Securities, em Hong Kong.

"Os dados macroeconômicos são muito ruins, os dados de exportações do Japão de ontem foi a coisa mais assustadora que eu já tinha visto. Os dados econômicos não deveriam se comportar assim."

Na segunda-feira, números de vendas externas do Japão em novembro mostraram uma retração no ritmo anual mais rápido já registrado.

O índice MSCI que reúne mercados da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão exibia às 7h44 (horário de Brasília) queda de 2,8 por cento, a 237 pontos. Apesar do indicador estar distante do menor patamar em cinco anos, atingido em novembro, continua apontando queda de 54 por cento no ano. Esse recuo é o pior já registrado nos 20 anos de história do indicador.

Os negócios desta terça-feira foram limitados por conta de feriado no Japão e muitos participantes do mercado deixaram suas mesas antes do Natal e outros feriados de fim de ano.

A montadora sul-coreana Hyundai Motors despencou 10,38 por cento um dia depois da Toyota ter previsto que sofrerá seu primeiro prejuízo operacional anual.

A mineradora BHP Billiton também pesou sobre os negócios, recuando 3,8 por cento diante de preocupações de que a crise econômica global vai afetar a demanda por commodities.

A bolsa de SYDNEY fechou em queda de 0,7 por cento. SEUL caiu 3 por cento e HONG KONG registrou desvalorização de 2,75 por cento. TAIWAN perdeu 2,86 por cento e CINGAPURA apurou queda de 1,21 por cento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG