Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia recuam com foco em cenário negativo

HONG KONG - As bolsas de valores da Ásia fecharam em queda nesta segunda-feira em pregões voláteis, que tiveram em Tóquio compra de ações por investidores de longo prazo. O desempenho do dia foi marcado por expectativas de que resultados de empresas no trimestre refletirão deterioração da economia até pelo menos o segundo semestre de 2009.

Reuters |

 

A pior crise financeira em uma geração afeta muitas economias e um relatório na segunda-feira confirmou que o Japão se juntou a uma crescente lista de países que entraram em recessão.

Apesar de fundamentos sólidos, os mercados estão basicamente precificando um retorno da crise financeira asiática de 1997-1998. Os investidores estão preocupados com a dependência da região ao crescimento motivado por exportações.

"Isso significa que a economia dependente de exportações da Ásia está enfrentando uma praga dupla no momento errado: uma já enfraquecida demanda externa está sendo comprimida por condições de crédito apertadas", escreveram economistas do United Overseas Bank em uma nota.

"Se a história se repetir, isso deve sugerir que a Ásia verá um primeiro semestre de 2009 consideravelmente desafiador, enquanto o declínio ganha velocidade", disseram eles.

O índice MSCI das principais ações da região Ásia-Pacífico, com exceção do Japão, registrava queda de 1,36%, ampliando as perdas da última semana de 9,7%. Até agora no ano, as perdas são de 57%.

O índice Hang Seng, de HONG KONG, teve pouca variação em uma sessão volátil, com desvalorização de 0,1%. As ações da Hong Kong Exchanges & Clearing registraram as piores perdas percentuais, com a expectativa de investidores de que volumes pequenos afetarão a companhia ainda mais.

Papéis de companhias aéreas, como Air China, China Eastern Airlines e China Southern Airlines tiveram rali, ante expectativas de que elas conseguirão injeção de capital do governo para poder lidar com altos custos e demanda fraca.

O índice Nikkei, de TÓQUIO, fechou em alta de 0,7%, recuperando-se de perdas anteriores no dia. Os investidores compraram ações de setores considerados defensivos diante de crises, como os papéis do setor farmacêutico em que a Takeda Pharmaceutical subiu 2,8%.

Na bolsa de SEUL, a desvalorização foi de 0,9%. Na Austrália, o principal índice da bolsa de SYDNEY teve queda de 2,5%, enquanto em CINGAPURA, a desvalorização foi de 0,54%. TAIWAN fechou em leve declínio de 0,3%, enquanto o índice da bolsa de XANGAI fechou em alta de 2,2%.

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG