Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia iniciam semana em alta; HK sobe 1,6%

Os mercados asiáticos recuperaram parte das perdas da semana passada e fecharam no positivo nesta segunda-feira. A alta em Wall Street e a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião influenciaram as bolsas da região, com exceção da China, que novamente sucumbiu por conta das preocupações com o setor imobiliário.

AE |

Os mercados asiáticos recuperaram parte das perdas da semana passada e fecharam no positivo nesta segunda-feira. A alta em Wall Street e a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião influenciaram as bolsas da região, com exceção da China, que novamente sucumbiu por conta das preocupações com o setor imobiliário. A Bolsa da Austrália não funcionou devido a um feriado.

Os caçadores de ofertas nos bancos chineses alavancaram a Bolsa de Hong Kong. O índice Hang Seng subiu 342,57 pontos, ou 1,6%, e terminou aos 21.587,06 pontos.

Já as Bolsas da China caíram ao menor nível em dez semanas, afetadas pelas preocupações de que o governo poderá impor novas medidas para conter a especulação imobiliária, incluindo o aumento de impostos. O índice Xangai Composto baixou 0,5% e encerrou aos 2.969,50 pontos. O índice Shenzhen Composto perdeu 0,6% e terminou aos 1.197,71 pontos.

O yuan teve valorização em relação ao dólar, por conta das crescentes expectativas de súbita apreciação da moeda chinesa, sem considerar preocupações de que a política cambial do país estar ausente das declarações públicas do encontro do Fundo Monetário Internacional sábado. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8266 yuans, de 6,8275 yuans do fechamento de sexta-feira.

Inflada por fundos estrangeiros, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, teve forte alta. O índice Taiwan Weighted subiu 1,9% e fechou aos 8.158,14 pontos.

Na Coreia do Sul, a diminuição das preocupações com os problemas fiscais da Grécia e o otimismo com a recuperação econômica dos EUA levaram o índice Kospi, da Bolsa de Seul, a fechar com a maior pontuação do ano. O índice avançou 0,9% e chegou aos 1.752,20 pontos.

O índice PSE da Bolsa de Manila, nas Filipinas, avançou 1,48% e fechou aos 3.292,59 pontos.

A Bolsa de Cingapura encerrou em alta em linha com os ganhos dos mercados asiáticos e a alta das expectativas dos investidores antes dos balanços de empresas chave a serem divulgados na próxima semana. O índice Straits Times Index ganhou 0,5% e fechou aos 3.002,62 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, subiu 0,7% e fechou aos 2.944,71 pontos, conduzido por compras, por estrangeiros, de papéis do setor automotivo e relacionados ao petróleo, em virtude da alta dos preços da commodity. Mas a alta foi limitada por realizações de lucros por parte de fundos locais.

Na Tailândia, o índice SET da Bolsa de Bangcoc avançou 1,3% e fechou aos 764,34 pontos, liderado por ganhos em pesos pesados de energia em meio à alta global dos preços do petróleo. O sentimento do mercado como um todo foi ainda impulsionado por ganhos nas demais bolsas da Ásia e pelo otimismo quanto às projeções de ganhos das empresas no primeiro trimestre.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, teve alta de 0,2% e fechou aos 1.340,07 pontos, retornando ao intervalo dos 1.330 aos 1.340 pontos, fato só ocorrido uma única vez em 13 sessões. Segundo dealers, o índice precisa atingir o nível de resistência de 1.347 pontos para estimular os investidores a voltar de uma maneira mais significativa. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG