Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia iniciam o mês com alta; HK sobe 2,7%

Os mercados asiáticos iniciaram novembro em alta. As bolsas regionais acabaram influenciadas pelo bom desempenho dos papéis dos setores bancário e imobiliário e também por Wall Street.

Agência Estado |

A exceção foi a China, que sofreu ligeira queda por conta do segmento de corretoras e das previsões sobre os balanços das empresas no terceiro trimestre. Os ganhos nas ações do peso pesado HSBC e no setor imobiliário fizeram a Bolsa de Hong Kong apresentar forte alta. Contudo, a disparada do índice, que atingiu 6,6% na sessão da manhã, foi contida pela realização de lucros durante o pregão da tarde. Com fraco volume de negociações, o índice Hang Seng ganhou 375,70 pontos, ou 2,7%, e terminou aos 14.344,37 pontos.

As preocupações sobre a sustentabilidade dos ralis nos mercados regionais e a deterioração nos rendimentos das empresas estimularam as vendas em ações de corretoras. Com isso, as Bolsas da China fecharam em baixa, apesar da política governamental de incentivar os setores bancário e imobiliário. Com fraco volume de negociações, o índice Xangai Composto caiu 0,5% e encerrou aos 1.719,77 pontos. Já o Shenzhen Composto recuou 1% e terminou aos 466,05 pontos. Yuan - A manutenção da taxa de paridade central dólar-yuan sem grandes alterações em relação a níveis anteriores, sem levar em conta os fundamentos do mercado, levou os dealers a considerar o fechamento de sexta-feira como o fator de referência. Com isso, a moeda chinesa apresentou ligeira valorização sobre a unidade norte-americana no final do pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado aos 6,8381 yuans, de 6,8395 yuans do fechamento de sexta-feira.

As esperanças de um estreitamento nas relações entre Taiwan e China, em particular nos setores de transporte e financeiro, estimularam a Bolsa de Taipé a fechar em alta pelo quinto pregão consecutivo. O índice Taiwan Weighted subiu 2,6% e encerrou aos 4.995,06 pontos. Na Coréia do Sul, o pacote de estímulo à economia anunciado pelo governo ajudou a Bolsa de Seul a dar seqüência aos ganhos da sexta-feira. O índice Kospi avançou 1,4% e fechou em 1.129,08 pontos. Nas Filipinas, a Bolsa de Manila também completou quatro dias de alta. O índice PSE Composto ganhou 3,8% e fechou aos 2.025,58 pontos. A Bolsa de Sydney, na Austrália, fechou em alta pelo quarto pregão consecutivo, com o índice S&P/ASX 200 registrando elevação de 5,1%, aos 4.221,5 pontos.

A Bolsa de Cingapura subiu 4,5% e fechou aos 1.875,37 pontos. Na Tailândia, às 7h32, o índice SET da Bolsa de Bangcoc subia 7,5%, aos 447,91 pontos. O mercado indonésio teve forte alta pela quarta sessão consecutiva devido aos caçadores de pechinchas em meio a expectativas de um corte na taxa de juros pelo banco central nesta semana e ajudado por sólidos ganhos por toda a região asiática. O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 7,6% e fechou aos 1.352,71 pontos. O índice de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur ganhou 4,1% e fechou aos 867,04 pontos, estimulado por ganhos em Wall Street, a recuperação dos mercados regionais e otimismo à véspera da divulgação do plano de estabilização econômica da Malásia, nesta terça. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG