SÃO PAULO - As bolsas da Ásia encerraram a jornada sem direção comum. Os agentes observaram o aumento da taxa de juro na Índia e os últimos acontecimentos relativos à Grécia.

Na sexta-feira passada, o banco central indiano elevou a taxa de juro em 0,25 ponto percentual. A taxa de redesconto foi de 4,75% para 5% e a de redesconto reverso passou de 3,25% para 3,5%. A decisão causou surpresa em alguns agentes financeiros. A autoridade monetária explicou que o objetivo é ancorar as expectativas inflacionárias.

No caso da Grécia, os investidores aguardam uma definição dos países da zona do euro de ajudar os gregos. Ontem, a chanceler alemã Angela Merkel disse que Atenas não necessita de auxílio financeiro e que os líderes da União Europeia não devem debater o assunto no encontro que acontecerá em Bruxelas esta semana.

O Shanghai Composite, de Xangai, subiu 0,22%, aos 3.074 pontos. O Hang Seng, de Hong Kong, porém, cedeu 2,05% aos 20.933 pontos, e o Kospi, de Seul, apresentou baixa de 0,80% aos 1.672 pontos. No Japão, o mercado não funcionou devido a feriado.

O temor de aperto monetário na China pesou hoje sobre as ações do setor imobiliário negociadas em Hong Kong. Hang Lung Properties fechou com queda de 4,5%, enquanto Henderson Land Development teve declínio de 2,9%. Por sua vez, China Overseas Land & Investment registrou perda de 3,77%.

(Karin Sato | Valor, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.