SÃO PAULO - O mercado asiático fechou sem rumo comum nesta terça-feira. Alguns agentes foram movidos pelas expectativas de que os medidas de estímulo anunciados por governos possam arrefecer os efeitos da crise.

O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, prometeu realizar o maior programa de governamental voltado para infra-estrutura desde 1950, para incentivar o crescimento do país. A Índia também anunciou um pacote de US$ 4 bilhões para estimular a demanda e, além disso, cortou a taxa básica de juro.

Com o clima mais ameno, o Nikkei 225 fechou o pregão em alta de 0,80%, aos 8.395,87 pontos, e o Kospi, de Seul, avançou 0,07%, somando 1.105,84 pontos.

Os ganhos foram limitados, contudo, pela notícia de que o governo do Japão revisou seu PIB do terceiro trimestre para uma contração de 1,8%, queda maior do que os 0,4% previstos no último mês.

Na China, os resultados das exportações abaixo das projeções do mercado geraram preocupação nos investidores.

Em Hong Kong, as perdas do índice Hang Seng foram de 1,94%, ficando em 14.753,22 pontos. O Shanghai Composite, de Xangai, também fechou em baixa, de 2,54%, aos 2.037,74 pontos.

(Vanessa Dezem | Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.