Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia fecham outra vez em baixa; HK cai 2,9%

Mais uma vez, os mercados asiáticos não reagiram com otimismo à posse de Barack Obama como presidente dos Estados Unidos. Nesta quarta-feira, à exceção da Taiwan, todos fecharam no campo negativo pelo segundo pregão consecutivo, com pesadas quedas em alguns países.

Agência Estado |

Tiveram maior influência as perdas nas bolsas européias e, particularmente, em Wall Street, além das fracas perspectivas para os mercados globais.

O forte declínio nas bolsas dos EUA derrubou a Bolsa de Hong Kong para o menor nível em quase dois meses. As seguradoras chinesas lideraram a queda, após China Life informar que seu lucro líquido em 2008 pode ter caído mais de 50%. Com fraco volume de negociações, o Hang Seng perdeu 376,14 pontos, ou 2,9%, e encerrou aos 12.583,63 pontos, no pior fechamento desde 24 de novembro - com isso, o índice já acumula baixo de 20% desde o início do ano.

A queda nas ações de produtores de metais, por conta da desvalorização dos preços globais das commodities, e de fabricantes de utensílios domésticos e varejistas, em virtude de sinais de leve redução na demanda dos consumidores, levaram as Bolsas da China a fechar em ligeira baixa. Com modesto volume de negociações, o Xangai Composto caiu 0,5% e encerrou aos 1.985,02 pontos. Já o Shenzhen Composto perdeu 0,4% e terminou aos 604,57 pontos.

A desvalorização do dólar em relação ao euro, durante os pregões nos mercados asiáticos, fez o yuan se valorizar sobre a moeda norte-americana, apesar de uma ligeira alta na taxa de paridade central dólar-yuan. No mercado de balcão, a cotação de compra e venda do dólar encerrou em 6,8378 yuans, abaixo do fechamento de terça-feira, que foi de 6,8410 yuans.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, apresentou ligeira alta. No encalço dos contratos futuros de janeiro e com a presença de investidores em busca de ofertas de ocasião, o Taiwan Weighted recuperou-se das perdas verificadas na sessão da manhã e subiu 0,1%, aos 4.247,97 pontos.

O setor financeiro liderou as perdas da Bolsa de Seul, na Coreia do Sul, onde o índice Kospi fechou em queda de 2,1%, aos 1.103,61 pontos.

A Bolsa de Sydney, na Austrália, conseguiu terminar em baixa de apenas 1% no índice S&P/ASX 200, aos 3.442,80 pontos, mesmo depois de uma série de anúncios de cortes de produção e de demissões nas mineradoras.

O índice PSE Composto da Bolsa de Manila, nas Filipinas, caiu 2,1%, para 1.858,16 pontos, no sétimo pregão consecutivo de baixa. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG