Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia fecham no positivo, mas HK perde 0,2%

A maioria dos mercados asiáticos encerrou em alta, no encalço dos resultados em Wall Street e estimulada pela possibilidade de o governo norte-americano obter um comprador para o banco de investimento Lehman Brothers. No entanto, também houve influência de fatores internos de cada país.

Agência Estado |

Isso pesou principalmente na Bolsa de Hong Kong, que fechou no pior nível em quase 18 meses. O índice Hang Seng perdeu 35,82 pontos, ou 0,2%, e terminou aos 19.352,90 pontos.

Os ganhos nas ações de empresas de energia elétrica, com as expectativas de que Pequim irá elevar a tarifa de eletricidade até o fim do ano, ofuscaram as perdas nos papéis de corretoras e de imobiliárias. Com isso, as Bolsas da China fecharam em ligeira alta. O índice Xangai Composto subiu 0,03% e encerrou aos 2.079,67 pontos, após cair 3,3% na véspera. Já o Shenzhen Composto ganhou 0,6% e terminou aos 578,76 pontos.

Yuan

A moeda chinesa mudou o curso ao final da sessão para terminar em ligeira alta ante o dólar às vésperas do feriado prolongado neste fim de semana, depois de ter permanecido estável a maior parte do dia em razão da quase imobilidade da taxa de paridade central dólar-yuan. No mercado de balcão, a divisa americana fechou cotada aos 6,8450 yuans, de 6,8465 yuans de quinta-feira.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, se recuperou após apresentar, no dia anterior, a menor pontuação em 33 meses. Em sessão instável e com volume de negociações acima da média, o índice Taiwan Weighted ganhou 0,9% e encerrou aos 6.310,68 pontos. Na Coréia do Sul, a expectativa em torno de uma possível venda do Lehman Brothers e a continuação da queda do petróleo ajudaram a Bolsa de Seul. O índice Kospi ganhou 2,4% e fechou aos 1.477,92 pontos. A Bolsa de Manila, nas Filipinas, foi pressionada pela forte queda dos ADRs da peso pesado PLDT ontem à noite. O índice PSE Composto recuou 1%, para 2.646,12 pontos. As empresas de commodities lideraram a recuperação da Bolsa de Sydney, na Austrália, que seguiu a tendência de Wall Street. Impulsionado pela cobertura das vendas a descoberto, o índice S&P/ASX 200 ganhou 1,9% e encerrou aos 4.903,8 pontos.

A Bolsa de Cingapura subiu devido a compras de ofertas, seguindo a alta em Wall Street, mas analistas alertaram que a recuperação deve ter vida curta. O índice Strait Times ganhou 1,2% e fechou aos 2.570,67 pontos. O mercado indonésio caiu forte. O índice composto da Bolsa de Jacarta tombou 3,5% e fechou aos 1.804,06 pontos, menor nível desde março de 2007. Na Tailândia, o mercado reagiu positivamente à crescente possibilidade de que o ex-primeiro-ministro Samak Sundaravej não seja reconduzido ao cargo após o Parlamento adiar a votação para quarta-feira. O índice SET da Bolsa de Bangcoc subiu 1,2% e fechou aos 654,34 pontos. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, subiu 0,3% e fechou aos 1.044,03 pontos.

(As informações são da Dow Jones)

Leia mais sobre Bolsas asiáticas

Leia tudo sobre: bolsa de valoresbolsas asiáticas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG