Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia fecham em forte queda, Tóquio tomba 9,6%

HONG KONG (Reuters) - As bolsas de valores da Ásia fecharam o pregão desta sexta-feira em queda acentuada, lideradas pelo tombo de 11 por cento nas ações negociadas na Coréia do Sul e pela queda de quase 10 por cento do mercado em Tóquio. O resultado reflete a desaceleração da economia global, a instabilidade nos mercados emergentes e uma série de perspectivas ruins para empresas.

Reuters |

A crise financeira já se espalhou além do setor bancário. Empresas como Sony e Amazon reduziram estimativas de desempenho face ao enfraquecimento da demanda.

O temor diante da possibilidade de calote das dívidas de algumas economias emergentes, especialmente na Europa, onde muitos países têm déficits em conta corrente, desencadeou um movimento de venda de ativos destes mercados e aumentou a relutância entre investidores quanto a tomar riscos.

"Os operadores do mercado agora estão focados em mercados emergentes, à medida que a crise de crédito os atinge", disse Mitsuru Sahara, administrador-sênior de vendas de moeda estrangeira do Bank of Tokyo-Mitsubishi UFJ, em Tóquio.

"Ninguém quer tomar riscos diante das atuais circunstâncias, e a aversão irá aumentar", acrescentou.

O índice MSCI das principais ações asiáticas com exceção do Japão despencava 8,68 por cento às 7h39 (horário de Brasília), recuando ao patamar mais baixo em quatro anos. O indicador ainda registrou a oitava semana de perdas.

A bolsa de SEUL foi especialmente atingida este ano, com o índice Kospi fechando em queda recorde de mais de 20 por cento esta semana. O índice fechou o dia com queda de 10,6 por cento, caindo abaixo do patamar psicológico dos 1 mil pontos pela primeira vez desde junho de 2005.

"O nível dos 1 mil pontos tem muito significado para o mercado de ações sul-coreano. Levou 16 anos para atingi-lo, e ele entrou em colapso em um ano, com os investidores perdendo totalmente a confiança na economia e nos resgates dos governos", disse Kim Seong-ju, analista de mercado da Daewoo Securities em Seul.

O índice Nikkei de TÓQUIO afundou 9,6 por cento, para o nível mais baixo em cinco anos e meio. As ações da Sony despencaram 14,1 por cento e ficaram entre as que mais se desvalorizaram no índice.

Em HONG KONG, o índice Hang Seng desmoronou 8,3 por cento. Na Austrália, a bolsa de SYDNEY se desvalorizou em 2,64 por cento, enquanto em XANGAI, o recuo foi de 1,9 por cento. Na bolsa de TAIWAN, os negócios fecharam em queda de 3,2 por cento, e em CINGAPURA, o indicador local ruiu 8,3 por cento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG