Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas da Ásia encerram dia sem rumo comum

SÃO PAULO - As bolsas da Ásia fecharam em direções opostas nesta terça-feira. Os agentes observaram a decisão do banco central australiano de elevar a taxa de juro em 0,25 ponto percentual, para 4,25%, bem como acompanharam as ações de empresas exportadoras e companhias relacionadas a matérias-primas.

Valor Online |

SÃO PAULO - As bolsas da Ásia fecharam em direções opostas nesta terça-feira. Os agentes observaram a decisão do banco central australiano de elevar a taxa de juro em 0,25 ponto percentual, para 4,25%, bem como acompanharam as ações de empresas exportadoras e companhias relacionadas a matérias-primas. Também ficaram atentos à possibilidade de mais medidas de aperto no crédito na China para o setor imobiliário. O Shanghai Composite, de Xangai, encerrou a sessão praticamente estável, com ligeiro ganho de 0,02%, aos 3.158 pontos. Já o índice Kospi, de Seul, teve pequeno aumento de 0,06%, para 1.726 pontos. Por outro lado, em Tóquio, o índice Nikkei 225 verificou queda de 0,50%, para 11.282 pontos, Alguns papéis de companhias exportadoras apresentaram baixa, como Canon, cujas ações tiveram retração de 1,8%, e Nintendo, com os papéis cedendo 1,4%. Os mercados em Hong Kong e na Tailândia não funcionaram nesta terça-feira devido a feriado. Na China, o temor de que o governo adote novas medidas que podem reduzir o crédito imobiliário resultou no declínio de ações de empresas como Poly Real Estate Group (-3,67%) e China Vanke (-1,7%). Já os destaques de alta ficaram por conta Shenhua Energy, que avançou 1,1%, e da Tongling Nonferrous Metals Group, com elevação de 2,3%. (Karin Sato | Valor, com agências internacionais)
Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG