Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas voltam a apresentar baixa

Os mercados acionários asiáticos fecharam novamente em declínio, refletindo a queda nos mercados da Europa e dos Estados Unidos. Xangai teve o pior desempenho, com baixa de quase 5%.

Agência Estado |

 

Hong Kong também esteve em baixa durante quase todo o pregão, mas terminou em ligeira alta.

A Bolsa de Hong Kong se recuperou das perdas verificadas na sessão da manhã e voltou ao patamar dos 13 mil pontos, após o chefe-executivo de HK, Donald Tsang, informar que o governo poderá adotar novas medidas para ajudar a reativar a economia. Com fraco volume de negociações, o índice Hang Seng subiu 70,60 pontos, ou 0,6%, e encerrou aos 13.016,00 pontos, após cair para 12.712,33 pontos ao meio-dia.

A contínua realização de lucros por parte de investidores institucionais derrubou as blue chips, movimento que levou as Bolsas da China a fechar em forte queda pelo segundo pregão seguido. Após perder 2,9% na véspera, o índice Xangai Composto desabou 4,7% e encerrou aos 2.209,86 pontos, no pior fechamento desde 6 de fevereiro. Já o Shenzhen Composto caiu 4,1% e terminou aos 707,03 pontos.

O governo chinês negou a possibilidade de desvalorização do yuan em relação ao dólar, conforme aventou na véspera um graduado oficial econômico, por conta dos fracos números da exportação e da alta do desemprego. Isso ajudou a moeda chinesa a se valorizar sobre a unidade norte-americana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8380 yuans, de 6,8395 yuans do fechamento de terça-feira.

Já a Bolsa de Taipé, em Taiwan, se recuperou no final do pregão para fechar em ligeira alta. O índice Taiwan Weighted subiu 0,2% e terminou aos 4.498,37 pontos, provavelmente com compras de fundos governamentais em blue chips.

Na Coreia do Sul, as ações dos bancos ampliaram as perdas e puxaram o índice Kospi da Bolsa de Seul para uma baixa de 1,2%, fechando aos 1.113,19 pontos.

Na terceira queda consecutiva, o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, baixou para o menor nível em quatro semanas. O índice recuou 1,5% e encerrou aos 3.413,2 pontos.

Nas Filipinas, no quarto dia seguido de queda, o índice PSE da Bolsa de Manila recuou 0,4% e fechou aos 1.892,23 pontos.

A Bolsa de Cingapura encerrou em alta depois de oscilar entre os territórios negativo e positivo, uma vez que os investidores procuraram ficar com ações que tiveram quedas recentemente. O índice Straits Times subiu 0,8% e fechou aos 1.651,06 pontos.

Na Indonésia, o mercado acionário teve desempenho melhor que o esperado e o índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 0,5% e fechou aos 1.324,44 pontos, com procura dos papéis em oferta dos setores bancários e outras blue chips relacionadas a commodities.

Na Tailândia, o índice SET da Bolsa de Bangcoc recuperou-se após perdas no período da manhã e terminou em alta de 0,3%, aos 439,60 pontos. Caçadores de ofertas apressaram em comprar ações de primeira linha que tiveram foram quedas ontem.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 0,4% e fechou aos 895,23 pontos, por conta dos declínios em Wall Street e nas demais bolsas regionais, além dos dados econômicos locais fracos. As informações são da Dow Jones.

Leia mais sobre: Bolsas asiáticas  

Leia tudo sobre: bolsas asiáticas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG