Os principais mercados da Ásia encerraram no território positivo. A alta em Wall Street e os bons números da economia dos EUA ajudaram as Bolsas regionais.

A Bolsa de Hong Kong foi influenciada pelos ganhos no mercado de Xangai e pela presença de investidores em busca de ofertas de ocasião em ações de imobiliárias. O índice Hang Seng subiu 289,60 pontos, ou 1,4%, e terminou aos 21.261,89 pontos.

Na China , as contínuas esperanças de que Pequim irá anunciar, durante o fim de semana, algumas medidas de apoio aos mercados financeiros ajudaram a Bolsa de Xangai a fechar em alta pelo segundo pregão consecutivo. O índice Xangai Composto subiu 2% e encerrou aos 2.397,37 pontos - o índice tem perdas superiores a 50% desde o começo do ano. Já o Shenzhen Composto ganhou 2,6% e terminou aos 659,18 pontos. Yuan - A valorização do dólar nos mercados internacionais e as expectativas de que a unidade norte-americana irá continuar seu processo de alta global levaram o yuan a se desvalorizar em relação à moeda dos EUA no final do pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8400 yuans, de 6,8275 yuans quinta-feira.

A Bolsa de Taipé , em Taiwan, apresentou alta, limitado, contudo, pelas perdas no setor de tecnologia (queda de 0,5% no subíndice) por conta do mau resultado trimestral da gigante de computadores Dell. O índice Taiwan Weighted subiu 0,2% e encerrou aos 7.046,11 pontos. Na Coréia do Sul, a Bolsa de Seul interrompeu os ganhos da abertura do pregão e fechou praticamente estável em meio às preocupações com os mercados financeiros locais. O índice Kospi encerrou aos 1.474,24 pontos, com alta de apenas 0,01%. Sob o impulso dos mercados internacionais, a Bolsa de Manila , nas Filipinas, fechou em alta, mas o volume de negócios foi fraco. O índice PSE Composto subiu 1,2% e encerrou aos 2.688,09 pontos. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney , na Austrália, fechou no nível mais alto das últimas cinco semanas, estimulado pelas notícias do mercado norte-americano. O índice avançou 1,4% e fechou aos 5.135,6 pontos.

O PIB melhor que o esperado dos EUA no segundo trimestre animou o mercado e a Bolsa de Cingapura subiu com a expectativa dos exportadores de crescimento dos ganhos. O índice Strait Times subiu 1,8% e fechou aos 2.739,95 pontos. Na Indonésia, Wall Street ajudou o mercado, assim como a estabilidade da moeda local. O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 1% e fechou aos 2.165,94 pontos. O anúncio do orçamento para 2009, considerado populista, ajudou o mercado malaio a fechar em alta. Na Tailândia, movimento de compras nas horas finais da sessão encobriu as perdas da manhã, a despeito das fortes tensões depois que as forças policiais reprimiram os manifestantes contra o governo. O índice SET da Bolsa de Bangcoc subiu 0,2% e fechou aos 684,44 pontos. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur subiu 2,8% e fechou aos 1.100,50 pontos. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.