Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas reagem bem ao corte de juros nos EUA

Os mercados da Ásia apresentaram bons resultados. A maioria deles seguiu no encalço de Wall Street e reagiu positivamente à decisão do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), de reduzir a taxa de juros básica para um intervalo entre zero e 0,25% ao ano.

Agência Estado |

Em Hong Kong, os ganhos foram liderados pelas empresas com foco na China e pelas incorporadoras imobiliárias. O índice Hang Seng avançou 2,2% e fechou aos 15.460,52 pontos.

As contínuas preocupações sobre a economia dos EUA inibiram a euforia inicial do mercado, derivada das esperanças de um novo corte na taxa de juros por parte de Pequim até o fim do ano, além de medidas adicionais para estimular as exportações e o consumo doméstico. Por conta disso, as Bolsas da China devolveram a maior parte dos ganhos do início do pregão e fecharam virtualmente estáveis. O índice Xangai Composto subiu 0,1% e encerrou aos 1.976,82 pontos, com pesado volume de negociações. Já o Shenzhen Composto ganhou 0,9% e terminou aos 607,39 pontos. Yuan - A forte desvalorização do dólar nos mercados globais, após o corte na taxa de juros dos EUA, fez o yuan se valorizar em relação à moeda norte-americana no final do pregão. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8357 yuans, de 6,8465 yuans do fechamento de terça-feira.

Com bom volume de negociações, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em alta. Os ganhos só não foram maiores porque o mercado acabou influenciado, durante o pregão, por quedas no Japão e na Coréia do Sul. O índice Taiwan Weighted subiu 0,7% e terminou aos 4.648,02 pontos. A valorização dos bancos puxou a alta da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, mas os ganhos diminuíram depois que os investidores desviaram a atenção para os aspectos ruins que teriam fundamentado a decisão de ontem do Fed. O índice Kospi chegou a subir 3%, mas terminou o pregão com alta de apenas 0,7%, aos 1.169,75 pontos. Uma tumultuada oferta de ações do Commonwealth Bank of Australia (CBA) limitou a alta da Bolsa de Sydney, na Austrália. O índice S&P/ASX 200 teve avanço de apenas 0,4% e fechou aos 3.570,6 pontos. Nas Filipinas, o índice PSE da Bolsa de Manila terminou com alta de 0,8% e total de 1.904,56 pontos.

O índice Strait Times da Bolsa de Cingapura recuou 0,2% e fechou aos 1.779,29 pontos. Na Tailândia, o mercado recuou dos ganhos iniciais e o índice SET da Bolsa de Bangcoc subiu apenas 0,1%, fechando aos 445,94 pontos. O mercado indonésio teve alta em função do corte de juros promovido pelo Fed e da valorização da moeda local. "Compras ao final da sessão por fundos estrangeiros levaram o índice à alta, em meio à precaução generalizada dos mercados", disse um trader. O índice composto da Bolsa de Jacarta subiu 1,6% e fechou aos 1.363,98 pontos. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, avançou 0,9% e fechou aos 862,50 pontos, seguindo a alta em Wall Street depois do corte de juros pelo Fed. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG