TÓQUIO - A Bolsa de Tóquio caía 4,32% no final da manhã desta quinta-feira, no momento do intervalo do pregão, diante do avanço da recessão global a após o anúncio de um raro déficit comercial no Japão, em outubro.

Às 11H00 local, o índice Nikkei 225 perdia 357,59 pontos ou 4,32%, a 7.915,63 unidades, caindo abaixo da barreira psicológica dos 8 mil pontos, algo inédito desde 28 de outubro. O índice ampliado Topix recuava 31,55 pontos ou 3,81%, a 795,88.

Os investidores estão desanimados com a alta da moeda japonesa, que era cotada a 95 ienes por dólar e a 120 ienes por euro. A força do iene tem afetado especialmente as exportações do país, onde houve em outubro um déficit comercial de 63,920 bilhões de ienes (510 milhões de euros), após um forte retrocesso nas vendas para Estados Unidos e União Européia.

O mau resultado de outubro se explica pela queda de 19% nas exportações para os Estados Unidos, primeiro comprador do Japão, e de 17,2% para a União Européia. As exportações para a China ficaram praticamente estáveis (-0,9%).

Hong Kong

O índice Hang Seng da Bolsa de Hong Kong operava nos primeiros minutos do pregão desta quinta-feira em baixa de 644,82 pontos (5,03%), aos 12. 170,98. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.