Pelo segundo pregão consecutivo, os mercados da Ásia fecharam no campo negativo. A queda em Wall Street, a realização de lucros e os fatores internos de cada país influíram no desempenho das bolsas.

Na de Hong Kong , as preocupações referentes à redução do crescimento econômico da China e à diminuição do ritmo de valorização do yuan, que irá prejudicar os rendimentos das companhias financeiras chinesas no segundo semestre, ajudaram a derrubar o mercado. O índice Hang Seng perdeu 347,57 pontos, ou 1,6%, e terminou aos 21.293,32 pontos.

Na China , a desvalorização dos papéis dos setores de turismo e de seguros levou a Bolsa de Xangai a fechar em baixa pelo quarto pregão consecutivo. O índice Xangai Composto perdeu 0,4% e encerrou aos 2.446,30 pontos, no pior fechamento desde 25 de dezembro de 2006. Já o Shenzhen Composto se recuperou, ganhou 0,4% e terminou aos 697,15 pontos. Yuan - O enfraquecimento do dólar nos mercados internacionais fez o yuan se valorizar em relação à unidade norte-americana. No mercado, o dólar fechou cotado em 6.8570 yuans, de 6,8632 yuans terça-feira.

A Bolsa de Taipé , em Taiwan, fechou estável. As perdas em ações relacionadas a commodities e ao setor financeiro foram ofuscadas pelos ganhos nos segmentos de turismo e de tecnologia. Com volume normal de negociações, o índice Taiwan Weighted encerrou aos 7.292,34 pontos. O mercado da Coréia do Sul apresentou queda, devido aos renovados temores sobre o desempenho dos bancos dos EUA e aos fracos resultados das bolsas regionais, aliado às crescentes preocupações sobre a economia global. O índice Kospi da Bolsa de Seul caiu 0,9% e fechou aos 1.562,72 pontos. LG Electronics perdeu 2,5%. Pelo segundo pregão seguido, o mercado filipino sucumbiu à realização de lucros, após ter atingido, na segunda-feira, a maior pontuação em mais de dois meses. O índice PSE Composto, da Bolsa de Manila , caiu 1,2% e fechou aos 2.721,94 pontos. A renovada preocupação sobre os mercados externos, em particular o Japão, fez a Bolsa de Sydney , na Austrália, fechar em baixa. O índice S&P/ASX 200 perdeu 2% e encerrou aos 4.951,6 pontos.

A Bolsa de Cingapura recuou pelo segundo dia consecutivo, trilhando o fraco mercado asiático. O índice Strait Times perdeu 0,2% e fechou aos 2.811,79 pontos. Compras de pechinchas no meio da sessão levaram a Bolsa de Jacarta , na Indonésia, a fechar em alta, apesar de o sentimento geral manter-se cauteloso, disseram traders. O índice composto subiu 0,3% e fechou aos 2.063,52 pontos. Quedas dos papéis de energia fizeram o mercado tailandês cair, mas a queda foi atenuada por altas nos setores imobiliário e bancário. O índice SET da Bolsa de Bangcoc cedeu 0,2% e fechou aos 701,60 pontos. Vendas de papéis de companhias agrícolas, financeiras e blue chips por parte de fundos estrangeiros novamente levaram o mercado malaio à baixa. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur recuou 0,6% e fechou aos 1.112,53 pontos. Um dos motivos das vendas é a recente queda do ringgit ante o dólar. As informações são da Dow Jones

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.