Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas fecham em queda, com exceção da China

SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas fechou a semana em queda, guiada pelas empresas dos setores automobilístico e eletrônico. Um dos focos de pressão sofridos pelos mercados da região nesta sexta-feira foram as ações da Nissan Motor, que declinaram 5%. Ontem, a empresa afirmou que vai demitir cerca de 1.

Valor Online |

200 funcionários em fábricas na Inglaterra, como medida de corte de custos diante da queda da demanda mundial.

A Samsung Electronics também guiou as quedas das bolsas da região, registrando recuo de 3%, depois que o Banco Central da Coréia do Sul divulgou o corte na taxa básica de juro do país. A autoridade monetária reduziu o juro em 0,5 ponto percentual, para 2,5% , nesta sexta-feira, em resposta à "rápida deterioração da economia e a queda da demanda interna e das exportações", como afirmou o Banco Central do país em relatório.

O índice japonês Nikkei 225 fechou em baixa de 0,45%, aos 8.836,80 pontos. Na Coréia do Sul, o Kospi fechou com queda de 2,05%, aos 1.180,96 pontos. O Hang Seng de Hong Kong seguiu a mesma tendência, fechando no campo negativo com 0,27%, aos 14.377,44 pontos. A exceção, no entanto, ficou com a China, cujo índice Shanghai Composite apresentou alta de 1,42%, fechando aos 1.904,86 pontos.

(Vanessa Dezem | Valor Online com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG