Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas fecham com alta acima de 2%

SÃO PAULO - O ânimo com dados norte-americanos sobre o setor imobiliário chegou até a Ásia. As notícias vindas da maior economia do mundo somadas às expectativas com relação aos planos de estímulo econômico dos governos serviram de impulso para que as bolsas asiáticas fechassem em alta nesta quarta-feira.

Valor Online |

O clima positivo veio depois que a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis dos EUA divulgou o indicador das vendas pendentes de moradias, que cresceu 6,3% em dezembro.

As ações da BHP Billiton subiram 1,6%, mesmo depois que a mineradora anglo-australiana divulgou queda de 57% no lucro nos seis meses terminados em 31 de dezembro, ante o mesmo período do ano anterior.

No setor de tecnologia não foi diferente. A Panasonic anunciou que vai demitir 15 mil funcionários e deve fechar 27 fábricas, diante das projeções da empresa de prejuízo de 380 bilhões de ienes (US$ 4,3 bilhões) no ano que termina em 31 de março. Mesmo assim, as ações da companhia japonesa fecharam o pregão com avanço de 1,5%. A Samsung Electronics também foi destaque, com elevação de 4,9%.

Os agentes reagiram ainda ao comunicado do Federal Reserve (Fed), de continuidade de vários programas para elevar a liquidez e de acordos de trocas de moedas com outros bancos centrais.

O índice japonês Nikkei 225 encerrou a sessão com alta de 2,73%, aos 8.038,94. Em Hong Kong, o Hang Seng subiu 2,25%, aos 13.063,89 pontos. O Shanghai Composite, de Xangai, aumentou 2,28%, fechando aos 2.107,75 pontos. Na Coréia do Sul, o Kospi avançou 2,77%, somando 1.195,37 pontos.

(Vanessa Dezem | Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG