Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas encerram em acentuada queda

Os mercados da Ásia tiveram outro dia de pânico. Todas as bolsas regionais fecharam no território negativo pelo terceiro pregão consecutivo.

Agência Estado |

Desta vez, as influências principais foram o aumento das preocupações sobre a redução do crescimento global e os balanços do terceiro trimestre de grandes empresas, que vieram mais fracos do que a expectativa do mercado. A queda nas ações da peso pesado HSBC e o anúncio de que o conglomerado Hutchison Whampoa vai reexaminar os planos de novos investimentos fizeram a Bolsa de Hong Kong fechar abaixo dos 13 mil pontos. O índice Hang Seng perdeu 1.142,11 pontos, ou 8,3%, e terminou aos 12.618,38 pontos.

Na China, as preocupações com o enfraquecimento da economia do país e as previsões pessimistas sobre os rendimentos das empresas provocaram vendas de ações no setor imobiliário e financeiro. Por conta disso, a Bolsa de Xangai fechou em baixa pelo quarto pregão seguido. O índice Xangai Composto caiu 1,9% e encerrou aos 1.839,62 pontos. Já o Shenzhen Composto recuou 1,7% e terminou aos 505,82 pontos. Yuan - A alta nos preços do dólar futuro em relação ao yuan (NDF) revigorou as negociações de arbitragem nas operações de swap. Isso estimulou a demanda pela unidade norte-americana e levou a moeda chinesa a sofrer uma forte desvalorização. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8433 yuans, acima do fechamento de quinta-feira, que foi de 6,8354 yuans.

Influenciada ainda pelo declínio nos mercados regionais, a Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechou em baixa pelo terceiro pregão consecutivo. O índice Taiwan Weighted caiu 3,2% e encerrou aos 4.579,62 pontos. O fantasma da crise asiática de 1997/98 voltou a assombrar os investidores da Bolsa de Seul, na Coréia do Sul, e o índice Kospi desceu para menos de mil pontos pela primeira vez em mais de três anos. O índice desabou 10,6% e encerrou aos 938,75 pontos. Nas Filipinas, o índice PSE Composto da Bolsa de Manila fechou na mínima de três anos, aos 1.953,49 pontos, após recuar 2,1%. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália, teve queda de 2,6% e fechou aos 3.869,4 pontos, depois de ter atingido no meio da sessão seu menor nível em quatro anos, aos 3.830,0 pontos.

A Bolsa de Cingapura tombou para seu menor nível em mais de cinco anos, acompanhando os fortes declínios nos mercados regionais, com os investidores vendendo com medo de uma prolongada recessão global. O índice Strait Times despencou 8,2% e fechou aos 1.600,28 pontos. O mercado indonésio teve forte baixa, seguindo as quedas nos demais mercados acionários regionais entre intermitentes preocupações sobre a economia global. O índice composto da Bolsa de Jacarta cedeu 6,9% e fechou aos 1.244,86 pontos, maior baixa em 28 meses. O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, caiu 7,1% e fechou aos 432,03 pontos. Na Malásia, o mercado caiu fortemente ao menor nível desde maio de 2006, com vendas de investidores estrangeiros motivados pelo enfraquecimento das bolsas regionais e declínio nos preços das commodities. O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur perdeu 3,6% e fechou aos 859,11 pontos. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG