Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsas asiáticas apresentam forte baixa; HK -3,8%

Os mercados acionários asiáticos fecharam em intenso declínio nesta terça-feira. Por conta do feriado pelo Dia do Presidente nos Estados Unidos, eles se pautaram pelos resultados nas bolsas europeias, sucumbiram à realização de lucros nas ações domésticas e também foram influenciados pelas previsões de fracos balanços de 2008 nas grandes corporações.

Agência Estado |

A venda de ações nos mercados acionários regionais e as preocupações de que mais empresas irão anunciar fracos resultados em 2008 fizeram a Bolsa de Hong Kong fechar abaixo dos 13 mil pontos pela primeira vez em nove pregões. Com fraco volume de negociações, o índice Hang Seng caiu 510,48 pontos, ou 3,8%, e encerrou aos 12.945,40 pontos.

A realização de lucros em ações de companhias siderúrgicas, após registrarem fortes ganhos, e as preocupações sobre uma possível desvalorização da moeda chinesa yuan, o que faria os papéis chineses ficarem menos atrativos, provocaram uma forte queda nas Bolsas da China. O índice Xangai Composto recuou 2,9% e encerrou aos 2.319,44 pontos - no ano, contudo, o índice acumula alta de 27%. Já o Shenzhen Composto perdeu 3,5% e terminou aos 736,97 pontos.

A valorização do dólar nos mercados externos e comentários de um graduado dirigente econômico chinês sobre uma possível baixa do yuan levaram a moeda chinesa a se desvalorizar sobre a unidade norte-americana. No mercado de balcão, o dólar fechou cotado em 6,8395 yuans, de 6,8340 yuans do fechamento de segunda-feira.

O declínio nas bolsas regionais e a realização de lucros nas ações locais fizeram a Bolsa de Taipé, em Taiwan, fechar em forte queda. Com fraco volume de negociações, o índice Taiwan Weighted baixou 2,2% e terminou aos 4.491,78 pontos.

Na Coreia do Sul, o índice Kospi da Bolsa de Seul fechou no nível mais baixo em mais de três semanas, ante a intensificação das preocupações quanto ao setor bancário europeu e a desvalorização do won, a moeda local. O índice perdeu 4,1% e fechou aos 1.127,19 pontos.

Os temores em relação ao exterior, particularmente a preocupação sobre os bancos britânicos e europeus, puxaram para baixo o índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sydney, na Austrália. As ações financeiras lideraram um declínio de 1,5% do índice, que fechou aos 3.464,3 pontos.

O índice PSE Composto da Bolsa de Manila, nas Filipinas, teve baixa de 0,8% e encerrou aos 1.899,90 pontos.

Fracos dados econômicos domésticos e nos demais mercados da região levaram a Bolsa de Cingapura para baixo e analistas disseram que o cenário sombrio parece que persiste. o índice Straits Times caiU 2,5%, fechando aos 1.637,92 pontos.

O índice composto da Bolsa de Jacarta, na Indonésia, caiu 1,8% e fechou aos 1.318,04 pontos, afetado pela desvalorização da rupia e pelas baixas nos demais mercados asiáticos.

O índice SET da Bolsa de Bangcoc, na Tailândia, recuou 1,9% e fechou aos 438,22 pontos, maior baixa em quase duas semanas. A retração deveu-se ao fraco desempenho em várias ações de primeira linha e crescentes preocupações quanto à letárgica economia global.

O índice composto de cem blue chips da Bolsa de Kuala Lumpur, na Malásia, recuou 1% e fechou aos 898,53 pontos. A baixa foi liderada por perdas nas ações de empresas agrícolas, setor financeiro e de construção. As informações são da Dow Jones

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG