Em um dia de indicadores econômicos melhores do que o esperado nos Estados Unidos e do anúncio do pacote habitacional pelo governo federal, com estímulo à construção civil, o índice Bovespa tentava firmar-se no intervalo dos 42 mil pontos, sustentado, principalmente, pelos papéis do setor siderúrgico, de Vale e de construtoras. Embora Gerdau, Redecard e Gafisa sejam os destaques de alta até o momento, a jornada vai sendo marcada por ganhos praticamente generalizados.

Às 13h50 o Ibovespa exibia alta de 2,31%, aos 42.434 pontos e na máxima chegou a anotar ganho de 2,77%, aos 42.623 pontos. Nos Estados Unidos, o Dow Jones subia 1,63%, o Nasdaq ganhava 1,08% e o S&P 500, +1,26%.

Do setor de construção civil, destaque para Gafisa ON, que avançava 5,85%; Rossi Residencial ON, que subia 4,72%; e Cyrela ON, +2,42%, considerando-se os papéis que integram a carteira teórica do Ibovespa. O Imob, índice que reúne 14 ações do setor, mostrava alta de 2,93% - em um ano, o Imob mostra baixa perto de 58%, ante queda de aproximadamente 30% do Ibovespa.

O governo está fornecendo, hoje, detalhes do programa habitacional "Minha Casa, Minha Vida", que prevê a construção de 1 milhão de moradias para famílias com renda de até 10 salários mínimos. O programa, que engloba R$ 34 bilhões, conta com R$ 16 bilhões em subsídios da União e R$ 10 bilhões em recursos do Fundo de Garantia do Tempo do Serviço (FGTS). Nas mesas de operação, a sensação é a de que o plano foi bem recebido pelo mercado, porém parte dos benefícios já estaria precificada nas ações do setor. "Desde o ano passado havia essa expectativa. Uma parte disso, com certeza, já está no preço", comentou um profissional.

Conforme analistas ouvidos pela Agência Estado, o pacote da habitação que está sendo anunciado pelo governo federal vai beneficiar principalmente as empresas cujo foco de produção já se encaixa na fatia de renda de três a dez salários mínimos, dentre elas Tenda, Rodobens Negócios Imobiliários, MRV Engenharia e PDG Realty Empreendimentos e Participações. Também serão beneficiadas as empresas com expressiva atuação no segmento econômico, como Rossi Residencial e Cyrela.

Os efeitos do anúncio do pacote de construção, conforme operadores, eram sentidos tanto nas ações ligadas diretamente ao setor como naquelas relacionadas aos fornecedores, caso das siderúrgicas. "Esse pacote também dá impulso às ações da Gerdau, que fornece aço para construtoras", lembrou um profissional. Metalúrgica Gerdau PN subia 7,31% e Gerdau PN, +6,92%.

Redecard ON também é destaque de alta, na esteira da fixação do preço dos papéis que serão colocados na oferta secundária em R$ 24,50, o equivalente a deságio de 9,25% em comparação ao alcançado na Oferta Pública Inicial (IPO), realizada em 2007, e de 2,19% em relação ao fechamento de ontem (R$ 25,02). Há instantes, Redecard ON avançava 6,55%, para R$ 26,69.

Vale ON subia 2,68% e Vale PNA, +2,55%. Em relatório de hoje, o Morgan Stanley diz que sua previsão para este ano é a de que queda de 30% nos preços do minério de ferro, cujas negociações devem se estender até maio ou junho. Petrobras ON subia 1,23% e Petrobras PN, +1,32%, apesar do recuo de 2,07% exibida pelos contratos com vencimento em maio, para US$ 52,86 por barril de petróleo WTI.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.