Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa segue em alta, apesar de queda da Petrobras; dólar também sobe

SÃO PAULO - A ausência de indicadores macroeconômicos no Brasil e nos Estados Unidos e o desempenho distinto das blue chips trazem certa volatilidade para o mercado brasileiro na jornada desta segunda-feira. Por volta das 15h, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) chegou a operar praticamente estável, mas, há pouco, voltava a recuperar os ganhos. Com mínima de 67.899 pontos e máxima de 69.

Valor Online |

121 pontos, o Ibovespa registrava, minutos atrás, alta de 0,12%, aos 68.913 pontos, com volume financeiro negociado de R$ 3,8 bilhões.

Nos três pregões mais recentes, o índice apresentou um desempenho negativo, fechando aos 68.828 pontos na última sessão.

Entre os ativos de maior peso na carteira, Petrobras PN caía 0,16%, para R$ 36,17; Vale PNA ganhava 1,0%, a R$ 47,27; Itaú Unibanco PN subia 1,13%, aos R$ 37,47; BM & FBovespa ON operava em alta de 1,04%, a R$ 11,58; e Gerdau PN se depreciava em 1,72%, a R$ 26,84.

Das 63 ações que integram o Ibovespa, apenas 20 operavam em alta. Fora do índice, os papéis da estreante OSX cedem 12,56%, cotados a R$ 699,50.

Já no mercado americano, o índice Dow Jones avançava 0,54%, o Nasdaq ganhava 0,91% e S & P 500 tinha ganhos de 0,52%.

No mercado cambial, apesar de euro e libra terem invertido o rumo, ao ganharem força sobre o dólar, a moeda americana segue em alta na comparação com o real. Há instantes, o dólar comercial subia 0,16%, cotado a R$ 1,802 na venda.

(Beatriz Cutait | Valor)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG