Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de Wall Street abre em alta de 1,23% após números positivos da HP

Nova York, 18 nov (EFE).- O índice Dow Jones Industrial, da Bolsa de Nova York, abriu hoje em alta de 1,23%, influenciado por resultados preliminares da Hewlett-Packard (HP) melhores que o esperado e com todos os olhares voltados para Washington.

EFE |

Após a abertura da Bolsa americana, o Dow Jones Industrial, índice mais importante de Wall Street, subia 101,55 pontos (1,23%), para 8.375,13, após ter caído 2,63% na última segunda.

Já o Nasdaq avançava 1,82 pontos (0,12%), para 1.483,87, enquanto o seletivo S&P 500 subia 5,44 pontos (0,64%), para 856,19.

Além disso, o indicador composto NYSE, que reúne todas as ações cotadas na Bolsa de Nova York, subia 25,44 pontos (0,48%), para 5.348,8.

Os investidores acompanham com atenção o comparecimento em Washington do secretário do Tesouro americano, Henry Paulson, e do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, onde defenderão sua gestão do auxílio financeiro de US$ 700 bilhões.

Paulson afirmou em uma entrevista ao "The Wall Street Journal" que, provavelmente, não usará o que resta do fundo de resgate de US$ 700 bilhões para lançar novos programas, preferindo manter o dinheiro para alguma emergência e aumentar a margem de manobra do novo Governo de Barack Obama.

Para o otimismo de Wall Street contribuíam os resultados preliminares da HP, que foram melhores do que os analistas esperavam.

A HP informou que no seu quarto trimestre fiscal teve um lucro líquido por ação de US$ 0,84, 4% a mais que no mesmo período do ano anterior, no qual teve lucro de US$ 0,81 por título.

Já os títulos da Yahoo! subiam 10,72% no Nasdaq, após ser divulgado que Jerry Yang, co-fundador da empresa, renunciará de seu cargo de presidente logo que encontrar um sucessor.

Os investidores esperam que a saída de Yang crie a oportunidade para um acordo com a Microsoft, cuja oferta de compra a Yahoo! tinha rejeitado por a considerar insuficiente.

As obrigações para dez anos subiam um pouco no mercado secundário da dívida e sua rentabilidade, que se movimenta no sentido contrário, estava em 3,61%, em comparação ao 3,67% da última segunda. EFE bj/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG