Nova York - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) somou perdas de US$ 131,606 bilhões em outubro, após ter queda de 32,12% em relação ao mês anterior, segundo cálculos divulgados nesta segunda-feira pela agência de classificação de riscos Standard & Poors.

Segundo a agência, as principais bolsas de valores do mundo perderam US$ 5,79 trilhões durante o mês de outubro, a maior quantidade já registrada em um só mês.

A entidade detalhou que foi o segundo recorde consecutivo de prejuízos acumulados, já que até agora setembro de 2008 era o mês de maiores números vermelhos na história das bolsas de valores, devido à crise financeira global.

Em setembro, segundo calcula a S&P, as 52 maiores bolsas do mundo perderam juntas cerca de US$ 4 trilhões, número que, em apenas um mês subiu quase 45%.

Nos dez primeiros meses do ano, as bolsas de valores perderam cerca de US$ 16,22 trilhões, indicou essa agência.

Sobre as perdas de outubro, cerca de 40% foram registradas nos mercados americanos, embora, paradoxalmente, sua evolução durante o mês tenha sido melhor que a média mundial.

Concretamente, o valor de mercado das ações cotadas nos EUA caiu 18% entre setembro e outubro, contra 20% da média global.

Assim, o preço conjunto das ações cotadas no mercado americano caiu US$ 2,266 trilhões.

Leia também:

Para saber mais

Serviço 

Opinião

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.