Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de São Paulo não sente impacto externo e sobe 2,22%

São Paulo, 12 dez (EFE).- O índice Ibovespa da Bolsa de São Paulo não sentiu hoje o impacto da rejeição no Senado dos Estados Unidos de um plano de resgate do setor automotivo, e fechou a semana com uma alta de 2,22%, aos 39.

EFE |

373 pontos.

O pregão se viu arrastado no começo do dia por Wall Street, onde os investidores iniciaram a sessão desanimados com a recusa do Senado americano de apoiar um plano de ajudas ao setor automotivo, um dos pilares da economia dos Estados Unidos.

No entanto, em meio a uma forte volatilidade, o mercado paulista foi influenciado por novas notícias positivas vindo de Wall Street e fechou a sessão com lucro.

A notícia de que uma parte dos US$ 700 bilhões do resgate financeiro aprovado pelo Congresso americano poderia ser destinada ao setor automotivo injetou uma forte dose de otimismo nos investidores brasileiros.

O Ibovespa subiu 854 pontos em relação ao fechamento da quinta-feira, quando tinha caído 1,24%.

Foram realizadas na bolsa 274.21 transações, com um giro financeiro de R$ 3,565 bilhões.

Entre as principais altas ficaram as ações preferenciais da Cesp (7,95%).

As baixas mais acentuadas foram dos papéis da empresa de infra-estrutura ferroviária ALL (6,70%).

No mercado cambial, o real fechou a R$ 2,3912 para a compra e R$ 2,392 para a venda. EFE wgm/mh

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG