Os principais índices do mercado de ações norte-americano subiram às máximas em reação às indicações de líderes democratas e republicanos da Câmara e Senado terem alcançaram um acordo preliminar sobre o pacote de socorro para o setor financeiro de US$ 700 bilhões. Porém, na seqüência, os índices recuaram daqueles níveis conforme surgiam alguns detalhes menos favoráveis do que Wall Street estava esperando, como a possibilidade de limites sobre os pagamentos para executivos.

Mas esse desconforto durou pouco e os índices voltaram a se aproximar dos melhores níveis do dia, com os participantes do mercado aparentemente se prendendo ao lado positivo de um acordo no Congresso. "O ritmo das negociações tem se acelerado para um acordo sobre a estrutura até esta noite, das estimativas originais de que se estenderia para o final de semana ou até mesmo para a próxima semana", segundo analistas do Action Economics sobre os esforços do Congresso sobre o plano de socorro.

Entre as blue chips, IBM avançava 4,16%, JPMorgan subia 8,44% e ExxonMobil ganhava 3,84%, liderando os ganhos. Na outra ponta, DuPont cai 2,08% e General Motors recua 3,29%.

Às 16h25 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 2,48% a 11.093 pontos, o Nasdaq avançava 2,03% a 2.199 pontos e o S&P-500 registrava um ganho de 2,54% a 1.215 pontos. Na Bolsa de Valores de São Paulo, o índice Bovespa operava em alta de 3,53% a 51.600 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.