Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de NY sobe com esperança de segundo pacote

O mercado norte-americano de ações fechou em alta, em dia marcado pela redução do estresse no mercado de crédito de curto prazo, pelo informe de resultados da Halliburton e pelo endosso do presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Ben Bernanke, a um novo pacote de medidas de estímulo à economia. O índice Dow Jones fechou em alta de 413,21 pontos, ou 4,67%, em 9.

Agência Estado |

265,43 pontos. O Nasdaq fechou em alta de 58,74 pontos, ou 3,43%, em 1.770,03 pontos. O S&P-500 subiu 44,85 pontos, ou 4,77%, para 985,40 pontos. O NYSE Composite avançou 338,80 pontos, ou 5,70%, para 6.287,60 pontos.

Num sinal de que o medo está deixando de ser o sentimento predominante no mercado, o índice de volatilidade VIX caiu 25%. "Não sei dizer com certeza que já passamos pelo pico de volatilidade, mas a queda do VIX hoje é encorajadora, tendo em vista o que passamos nas últimas semanas. Boa parte da turbulência que vimos no mercado de ações foi causada pela turbulência nos mercados de crédito; o descongelamento deles deve trazer um pouco mais de confiança", comentou Randy Frederick, diretor de derivativos da Charles Schwab.

As ações da empresa de serviços de exploração de petróleo Halliburton subiram 13,91%, em reação a seu informe de resultados do terceiro trimestre. Os ADRs da sueca Ericsson avançaram 15,71%, também em reação a seu informe de resultados. No setor de tecnologia, as ações da Yahoo! recuaram 0,39%, depois de o Wall Street Journal dizer que a empresa deverá anunciar demissões e outras medidas de corte de gastos ao divulgar seu resultado do terceiro trimestre, nesta terça. No setor financeiro, as ações da seguradora AIG subiram 10%, depois de a empresa anunciar que deverá começar a vender subsidiárias até o fim do ano.

Todas as 30 componentes do Dow fecharam em alta, com destaque para Chevron (+11,64%), ExxonMobil (+10,22%), Merck (+8,77%), Disney (+7,27%) e DuPont (+7,11%). As ações da American Express, que divulgaria resultados depois do fechamento, subiram 4,37%.

Nesta terça-feira, deverá acontecer a liquidação de contratos de proteção contra o risco de calote (CDS, credit default swap) sobre centenas de bilhões de dólares em dívidas do Lehman Brothers. O pedido de concordata do Lehman Brothers, em 15 de setembro, desencadeou o default, seguindo as cláusulas dos contratos. Não se sabe exatamente quais são os devedores e se eles terão recursos para cumprir os pagamentos. Mas, segundo a Dow Jones, o vencimento não é uma boa notícia para a seguradora AIG (American Internacional Group) que subscreveu muitos destes contratos e já recebeu uma linha crédito de US$ 85 bilhões do governo federal dos EUA. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG