Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de NY fecha em alta com setor de matérias-primas

O mercado norte-americano de ações fechou em alta, ao fim de um dia marcado pela volatilidade. As ações de empresas ligadas às matérias-primas (commodities) e alguns nomes importantes do setor de tecnologia subiram, enquanto as ações do setor financeiro caíram, embora muitas delas tenham chegado ao fim do dia bastante acima de suas menores cotações na sessão.

Agência Estado |

O mercado abriu em alta, em reação ao informe de vendas do Wal-Mart em junho, mas passou a cair devido às persistentes preocupações quanto à saúde das instituições financeiras; à tarde, os índices voltaram ao território positivo depois de declarações do executivo-financeiro-chefe da gestora de fundos Pimco, Bill Gross, aliviarem os temores quanto à solvência do banco Lehman Brothers.

As ações do Lehman, que haviam chegado a cair 20,82%, recuperaram terreno e fecharam em queda de 12,36%. As ações das agências semigovernamentais de crédito hipotecário Fannie Mae e Freddie Mac passaram por movimentos semelhantes. Em meio a informes de que o governo do presidente George W. Bush já discute o que fazer caso as agências entrem em colapso, o ex-dirigente da regional do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA) de St. Louis, William Poole, disse que elas já estão insolventes; em reação a isso, as ações da Fannie Mae chegaram a cair 23,58% e as da Freddie Mac tiveram mínima com queda de 34,21%; mais tarde, depois de declarações do presidente do Fed, Ben Bernanke, e do secretário do Tesouro, Henry Paulson, elas recuperaram algum terreno; as ações da Fannie Mae fecharam em queda de 13,78% e as da Freddie Mac, em baixa de 22,03%.

Outros destaques negativos no setor financeiro foram Wachovia (-8,12%, depois de a instituição alertar que deverá ter um prejuízo de US$ 2,6 bilhões a US$ 2,8 bilhões no trimestre) e AIG (-8,22%).

As ações da Alcoa subiram 9,70%, em reação a previsões de que as indústrias de alumínio da China poderão reduzir sua produção, o que levaria a uma alta nos preços. As da ExxonMobil subiram 2,08% e as da Chevron avançaram 2,49%, em reação à nova alta dos preços do petróleo. As da General Motors caíram 6,20%, apesar de seu executivo-chefe, Rick Wagoner, dizer que a empresa não terá problemas de insolvência em 2008.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,73%, em 11.229,02 pontos. O Nasdaq encerrou com ganho de 1,03%, em 2.257,85 pontos. O S&P-500 subiu 0,70%, para 1.253,39 pontos. O NYSE Composite avançou 0,77%, para 8.435,94 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG