Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de NY fecha em alta com HP e dados de petróleo

O mercado norte-americano de ações fechou em alta, apesar de os preços do petróleo terem subido por dois dias consecutivos, o que não acontecia há cinco semanas, e das preocupações quanto ao futuro das agências semigovernamentais de crédito hipotecário Fannie Mae e Freddie Mac. O crescimento forte dos estoques de petróleo dos EUA na semana passada e o informe de resultados da Hewlett-Packard foram os principais fatores para a alta das ações.

Agência Estado |

O dia foi de forte volatilidade para as ações do setor financeiro; algumas ações do setor recuperaram terreno, enquanto as da Fannie Mae e as da Freddie Mac voltaram a sofrer quedas fortes.

O destaque positivo entre as componentes do índice Dow Jones foram as ações da Hewlett-Packard; elas subiram 5,65%, em reação ao informe de resultados da empresa no segundo trimestre. No setor financeiro, as ações da Fannie Mae caíram 26,79% e as da Freddie Mac perderam 22,06% (para fechar no nível mais baixo desde novembro de 1990). Outros destaques do setor foram Lehman Brothers (+5,05%), Merrill Lynch (+2,48%), Bank of America (+4,31%) e JPMorgan Chase (+3,99%). A alta dos preços do petróleo beneficiou ações como ExxonMobil (+1,10%), Chevron (+2,07%) e Devon Energy (+6,47%). No setor de mineração, as ações da Freeport McMoran subiram 7,54%, após elevação de recomendação pelos analistas do Morgan Stanley.

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,61%, em 11.417,43 pontos. O Nasdaq encerrou com ganho de 0,20%, em 2.389,08 pontos. O S&P-500 subiu 0,62%, para 1.274,54 pontos. O NYSE Composite avançou 0,78%, para 8.276,91 pontos. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG