Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa de NY atinge maior nível desde setembro de 2008

Os índices do mercado de ações dos EUA fecharam em alta após dados mostrarem que houve um recuo menor que o esperado nas vendas de imóveis residenciais usados no país em fevereiro, alimentando a perspectiva de que a economia norte-americana segue em recuperação. Segundo a Associação Nacional dos Corretores de Imóveis dos EUA, as vendas de imóveis usados caíram 0,6% em fevereiro, para a média anual de 5,02 milhões de unidades, de 5,05 milhões de unidades em janeiro.

Agência Estado |

Economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam queda de 2% nas vendas em fevereiro, para 4,95 milhões de unidades.

"Foi mais um dado que aqueles que apostam na alta do mercado abraçaram", disse Jay Wong, gerente de carteiras de investimento da Payden & Rygel. Segundo ele, o setor industrial teve um desempenho acima da média desde o início do ano e o que estamos vendo "é uma tendência generalizada de aposta num avanço do mercado por conta da recuperação da economia mundial. As pessoas esperam demanda por equipamentos e máquinas e investimento nesse tipo de bens."

Também contribuiu para a alta dos índices a perspectiva de que a zona do euro está mais perto de uma solução para o problema do déficit orçamentário grego após uma autoridade europeia afirmar que a Alemanha está aberta a um potencial compromisso de auxílio à Grécia em troca de um acordo para aumentar o rigor fiscal na região.

O Dow Jones subiu 102,94 pontos, ou 0,95%, para 10.888,83 pontos - maior ganho em uma única sessão desde 5 de março e o maior nível de fechamento desde 26 de setembro de 2008. O Dow Jones avançou em 10 das últimas 11 sessões e acumula alta de 5,46% no mês até o momento. A Caterpillar teve o melhor desempenho do dia entre os componentes do índice, avançando 4,10% e recebendo suporte adicional de uma recomendação de compra divulgada por analistas da Avondale Partners. Também tiveram um bom desempenho Kraft Foods (+3,53%) e Pfizer (+2,27%).

O Nasdaq subiu 19,84 pontos, ou 0,83%, para 2.415,25 pontos, maior nível de fechamento desde 18 de agosto de 2008. O S&P 500 ganhou 8,36 pontos, ou 0,72%, para 1.174,17 pontos - maior fechamento desde 26 de setembro de 2008. Embora todos os setores que compõem o índice tenham encerrado o dia no azul, os ganhos foram puxados pelos segmentos industrial e de matérias-primas, com destaque para as ações da Deere (+3,2%) e da FedEx (+2,2%).

Entre outras ações, as do Google caíram 1,5% após a companhia interromper a censura nos resultados de seu serviço de busca na China. A rede de farmácias Walgreen, que anunciou um aumento no lucro e nas margens do segundo trimestre fiscal, registrou ganho de 1,6% entre suas ações. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG