Tamanho do texto

O mercado norte-americano de ações fechou em queda, em dia marcado pela divulgação dos dados do nível de emprego em julho, pelo informe de resultados da General Motors e por nova alta dos preços do petróleo. Segundo o Departamento do Trabalho dos EUA, houve uma redução de 51 mil no número de postos de trabalho (menos do que se previa), no sétimo mês consecutivo de contração, e a taxa de desemprego subiu para 5,7%, de 5,6% em junho.

As ações da General Motors caíram 7,59%, em reação a seu informe de resultados do segundo trimestre; em dia de divulgação dos informes de vendas das montadoras em julho, as da Ford recuaram 3,12% e as da Nissan caíram 5,94%. No setor de petróleo, as ações da Chevron, que também divulgou resultados, caíram 0,30%; as da ExxonMobil recuaram 0,88%. No setor de tecnologia, as ações da Sun Microsystems caíram 12,32%, depois de a empresa rebaixar sua previsão de lucros.

"Acredito que o foco, agora, vai se voltar para os dados macroeconômicos e, com a aproximação das convenções partidárias, para o que as eleições deverão trazer. E tudo isso está sendo atropelado pelo petróleo. Ainda acho ele é o catalisador que tem potencial para mover os mercados de ações", comentou Stephen Sachs, diretor de operações da Rydex Investments.

O índice Dow Jones fechou em queda de 0,45%, em 11.326,32 pontos. O Nasdaq encerrou em baixa de 0,63%, em 2.310,96 pontos. O S&P-500 caiu 0,56%, para 1.260,31 pontos. O NYSE Composite recuou 0,70%, para 8.379,15 pontos. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.