Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa abre em baixa, mas EUA acentuam volatilidade

O mercado brasileiro de ações, que vem de dois dias consecutivos de fechamento em alta, promete realizar lucros na sessão de hoje, alinhado com o movimento das bolsas no exterior. Às 11h05 (de Brasília), o índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) caía 1,01%, a 34.

Agência Estado |

462 pontos, após ceder 1,11%, a 34.428 pontos, na mínima do dia até o momento. No mesmo horário, as principais bolsas européias caíam entre 2% e 3%, enquanto os índices futuros das Bolsas de Nova York também operavam em baixa.

A realização de lucros no Brasil pode ser mais leve devido ao desempenho favorável das matérias-primas (commodities) no mercado internacional. Os contratos futuros de petróleo e os metais ampliaram o sinal de alta em reação ao anúncio de corte de juro do banco central da China. O Banco do Povo da China reduziu a taxa de referência de depósitos e a de empréstimo em 1,08 ponto porcentual, para estimular a demanda interna. Foi o corte mais agressivo das taxas desde 1999, no meio da crise asiática. A China também baixou o compulsório dos bancos.

No caso de Petrobras, há expectativa para ver como o mercado vai reagir ao anúncio feito ontem à noite sobre a descoberta de hidrocarbonetos no poço 1-BRSA-669-BAS (1-BAS-147), localizado ao sul da Bacia do Jequitinhonha, em reservatórios arenosos acima da camada de sal. Ainda no horário citado acima, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da estatal petrolífera caíam 2,47% e 1,86%, respectivamente, enquanto o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em janeiro subia 1%, a US$ 51,28 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês).

No entanto, hoje deve ser um dia alta volatilidade por causa da enxurrada de indicadores econômicos que serão divulgados nos Estados Unidos hoje, véspera de feriado de Ação de Graças no país. A partir das 11h30 (de Brasília), saem os gastos com consumo (PCE) de outubro e os dados de renda pessoal e os pedidos de auxílio-desemprego. Também hoje saem os dados de encomendas de bens duráveis, de atividade industrial na região de Chicago e de vendas de novas residências. Além disso, o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, dá a sua terceira entrevista coletiva.

Na Europa, os 27 países da União Européia (UE) anunciaram um pacote de estímulo econômico de 200 bilhões de euros (US$ 259,4 bilhões), equivalente a 1,5% do PIB da região.

Aqui, as ações dos bancos, que ontem tiveram outro dia de alta, podem refletir as novas medidas do Banco Central, anunciadas ontem, com finalidade de dar mais liquidez ao setor financeiro. Pela circular 3.421, os bancos que aplicarem recursos em depósitos interfinanceiros do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) poderão receber abatimento do recolhimento do compulsório sobre depósitos a prazo. Segundo nota, a medida permite que cerca de R$ 6,2 bilhões poderão ser liberados para aplicação no BNDES. Às 11h05, as ações PN do Bradesco caíam 1,48%, Itaú PN recuava 0,77%, enquanto as ações ON do Banco do Brasil permaneciam em leilão.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG