Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Bolsa abre em alta e sobe mais de 1% com commodities

Uma nova rodada de alta das matérias-primas (commodities) no mercado internacional dá o tom para uma recuperação da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) na abertura dos negócios hoje. Com o petróleo subindo mais de 1,5% no exterior e os metais básicos acompanhando o movimento, ajudados pelo dólar mais enfraquecido ante o euro, Petrobras e Vale garantem os ganhos da Bolsa paulista.

Agência Estado |

Por volta das 10h10 (de Brasília), o Índice Bovespa subia 1,26%, a 55.044 pontos, na máxima do dia até o momento. No mesmo horário, as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) da Petrobras subiam 3,05% e 2,02%, respectivamente, enquanto os papéis PN classe A (PNA) da Vale avançavam 1,32%. Em Nova York, o contrato futuro do petróleo tipo WTI com vencimento em outubro ganhava 1,91% a US$ 118,50 o barril, na sessão eletrônica da Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex, na sigla em inglês).

No entanto, uma definição melhor do mercado acionário brasileiro deverá ser dada pelos números semanais de estoques de petróleo nos Estados Unidos, previstos para serem anunciados às 11h35 (de Brasília). O petróleo mantém a tendência de alta, de olho na tempestade Gustav, que perdeu o status de furacão durante a noite, mas segue influenciando os preços da matéria-prima.

No exeterior, o clima de cautela prevalece nas Bolsas em Nova York e na Europa, refletindo os problemas do setor bancário e mais uma rodada de alta do petróleo.

Aqui, os especialistas não vislumbram melhora no curto prazo e o mercado doméstico continua sofrendo com a ausência de investidores estrangeiros. Portanto, volatilidade e baixo volume de negócios devem ser ainda a tônica da Bolsa paulista.

Ações

No cenário corporativo, as ações da siderúrgica CSN devem repercutir a suspensão do pagamento de dividendos previsto para ocorrer a partir de hoje, devido a decisões da Justiça Federal do Rio de Janeiro referentes a execuções fiscais.

Segundo a CSN, as decisões judiciais foram provocadas por manifestação da Fazenda Nacional e a empresa está examinando as medidas necessárias para a defesa de seus interesses e dos acionistas. No horário citado acima, as ações ON da CSN subiam 1,33%.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG