O governo da Bolívia firmou nesta quarta-feira um acordo estratégico com a hispano-argentina Repsol-YPF, para uma gestão compartilhada da estatal boliviana YPFB-Andina, que responde por cerca de 40% da produção de gás do país.

O convênio foi assinado pelo presidente da estatal Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Santos Ramírez, e por seu colega da Repsol, Luis García Sánchez, em uma cerimônia no Palácio Presidencial de La Paz, na presença do presidente Evo Morales.

"Consolidamos não apenas o 50% mais um na agora YPFB-Andina, mas, fundamentalmente, concluímos a garantia de poder administrar, operar e dirigir esta empresa e esta aliança estratégica", assinalou o presidente da YPFB.

Com a nova distribuição acionária, o diretório da YPFB-Andina terá cinco membros da YPFB (50+1% das ações) e dois da Repsol (48,92%).

jac/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.