La Paz, 15 out (EFE).- O Governo da Bolívia aprovou hoje decreto para construir uma estrada na fronteira com o Brasil que facilitará as exportações de ferro e de outros minerais da empresa indiana Jindal Steel and Power.

O ministro de Obras Públicas, Oscar Coca, explicou que a estrada, de 140 km, unirá os povoados de Puerto Suárez (no estado de Santa Cruz) com Puerto Bush, ambas na fronteira com o Brasil.

Em Puerto Bush, a Bolívia se conecta com a hidrovia Paraguai-Paraná que permite exportar para o oceano Atlântico.

A Jindal explorará a metade da gigante jazida de Mutún, na fronteira com o Brasil, que tem reservas de 40 bilhões de toneladas de ferro e outros minerais.

A empresa indiana prometeu investir até US$ 2,1 bilhões de dólares em oito anos para explorar e industrializar 50% do ferro, em uma sociedade de joint venture com o Estado boliviano.

Segundo o ministro boliviano, o decreto permite que a Jindal invista na construção da nova estrada usando uma percentagem dos recursos que deve ter o Estado como sócio do negócio.

De acordo com ele, a via permitirá a criação de um pólo para articular a conexão com a hidrovia Paraguai-Paraná e viabilizar exportações para o Atlântico. EFE ja/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.