SÃO PAULO - O mercado financeiro reduziu sua estimativas para o crescimento da economia brasileira em 2009, de 2% para 1,8%, mas conservou em 3,8% a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) para 2010. Os dados fazem parte da pesquisa Focus do Banco Central (BC) relativa aos dados coletados na semana passada.

Para a balança comercial, a previsão é de saldo comercial positivo de US$ 14 bilhões em 2009 em vez de US$ 14,5 bilhões.

A conta de transações correntes do país deve fechar 2009 com déficit de US$ 25 bilhões, igual ao do levantamento precedente. Em investimento estrangeiro direto, deve haver ingresso de US$ 23 bilhões em 2009, também sem mudança.

Quanto à produção industrial, a perspectiva é de incremento de 2% neste calendário, a mesma contida no relatório Focus antecedente.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.