Tamanho do texto

(atualiza valor da injeção) Tóquio, 2 out (EFE).- O Banco do Japão (BOJ) injetou hoje mais 1,6 trilhão de ienes (US$ 15,122 bilhões) no sistema financeiro nacional, com o objetivo de acalmar a situação nos mercados, informou a agência Kyodo.

A intervenção foi a 12ª feita pelo BJ para evitar a alta excessiva da taxa básica de juros.

Nesta última injeção, o Banco do Japão determinou que a devolução do dinheiro terá que ser efetuada até 9 de outubro.

Esta é a segunda vez em que o banco central japonês estabeleceu uma data limite de médio prazo para o reembolso.

Nas dez intervenções anteriores, o BJ estabeleceu que a devolução do dinheiro teria que ocorrer no dia seguinte.

Desde que o banco de investimento americano Lehman Brothers quebrou, em 15 de setembro, a liquidez que o banco central japonês disponibilizou ao sistema financeiro já chega a 23,3 trilhões de ienes (US$ 220,237 bilhões). EFE icr/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.