Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Boeing vende 35 jatos 737-800 à Malaysia, mas não se aproxima de marca de negócios da Airbus

SÃO PAULO - A venda de 35 aeronaves à malaia Malaysia Airlines, fechada hoje, não foi suficiente para que a norte-americana Boeing se aproximasse da arqui-rival Airbus na batalha por contratos no Airshow de Farnborough (Inglaterra). A maior feira aérea do mundo é um dos principais campos de batalha entre as duas maiores fabricantes de aeronaves, que a utilizam para anunciar e acelerar o fechamento de contratos bilionários.

Valor Online |

Até agora, porém, a Airbus está disparada na dianteira, tendo anunciado vendas no valor estimado de US$ 36,7 bilhões, contra apenas US$ 17,5 bilhões da Boeing - já incluindo o pedido da Malaysia.

A empresa malaia adquiriu hoje 35 unidades do modelo 737-800 NG, sendo que a preços de tabela, o negócio pode atingir US$ 2,6 bilhões. Além da compra, a Malaysia também obteve direitos de compra para outras 20 unidades desse modelo de avião.

O pedido já havia sido contabilizado pela fabricante em sua carteira, mas sem a identificação do comprador. Com ele, a empresa ultrapassou a marca de 8 mil aeronaves vendidas da família 737.

Até agora, a Boeing fechou a venda de 107 aeronaves de fuselagem estreita, para as companhias FlyDubai, Aviation Capital Group (ACG) e Arik Air, além da Malaysia. Em contrapartida, a Airbus vendeu 132 aeronaves desse tipo para as empresas Etihad Airways, Qatar Airways, Tunisair, ACG, DAE Capital e Aeroflot.

No campo dos aviões de fuselagem larga, mais rentáveis para as fabricantes, nova vitória da européia. Até agora a Airbus já fechou negócio com a Etihad, a Tunisair, a Saudi Arabian, a DAE Capital e a Asiana para a venda de um total de 109 aeronaves desse tipo. Entre eles, dez superjumbos A380, para a Etihad. Já a Boeing comercializou apenas 45 desses aviões, todos para a Etihad. Entre eles, nenhum 747-8, o maior modelo da fabricante norte-americana.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG