SÃO PAULO - A Boeing fechou a venda de 15 aeronaves 737-700 NG para a empresa de leasing aeronáutico Aviation Capital Group (ACG). A preços de tabela, o negócio pode atingir valor total de US$ 934 milhões.

Isso se soma ao nosso pedido de 17 unidades do 737 NG feita em abril, afirmou o diretor-gerente e executivo-chefe da ACG, R. Stephen Hannahs. Continuamos comprando os 737 com as últimas atualizações tecnológicas, incluindo winglets integrados e melhorias no motor, como parte de nossa estratégia de longo prazo de ter os aviões mais eficientes demandados por nossos clientes, acrescentou. Winglets são aletas verticais instaladas nas pontas das asas para melhorar a aerodinâmica do avião e que, segundo a Boeing, pode levar a uma redução significativa no consumo de combustíveis.

Com esse pedido, a ACG acumula pedidos para um total de 96 aeronaves da Boeing, sendo 91 unidades da família 737 NG e cinco do modelo 787 Dreamliner. Desses 96 aviões, 89 ainda não foram entregues. Atualmente, a companhia tem em sua frota 131 aeronaves da fabricante norte-americana.

Esse pedido reafirma o compromisso da Boeing e da ACG com os aviões mais populares do mundo, disse o vice-presidente de Vendas, Leasing e Gerenciamento de Ativos da Boeing Aviões Comerciais, John Feren.

O acordo foi fechado durante o Airshow de Farnborough (Inglaterra), mais importante feira aérea do mundo, iniciada na segunda-feira.

(José Sergio Osse | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.