Nova York - A Boeing anunciou hoje que, no segundo trimestre fiscal, terá que pagar gastos extraordinários antes de impostos de US$ 250 milhões relacionados com atrasos no programa Airborne Early Warning & Control (AEW&C), mas mantém suas perspectivas de lucro para 2008 e 2009.

A fabricante justificou hoje o atraso, através de um comunicado de imprensa, ao assegurar que precisa de mais tempo para testar o sistema AEW&C.

A Boeing anunciou que entregará dois destes aviões ao Governo da Austrália em julho de 2009, quatro meses após o previsto inicialmente, e outros quatro aparelhos em 2010.

A fabricante de aviões, que apresentará os resultados do segundo trimestre em 23 de julho, espera que seu lucro para o conjunto do ano fiscal 2008 se situe entre os US$ 5,70 e US$ 5,85 por ação e entre os US$ 6,80 e US$ 7 por título para 2009.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.